Eliminatórias da Copa do mundo. A Grécia enfrenta a Bósnia em jogo pegado pelo Grupo H. O jogo foi no estádio Georgios Karaiskakis, em Piraeus. Os bósnios venciam por 1 a 0, graças a um gol de Pjanic, de falta. Foi quando houve um desentendimento entre o atacante Edin Dzeko, da Bósnia, e Sokratis Papastathopoulos, da Grécia. O atacante caiu no chão, segurou o zagueiro grego e… Puxou o calção do grego, que ficou só de cuecas. Dzeko acabou expulso. E ainda viu a Grécia empatar no final do jogo.

LEIA TAMBÉM: Com Roberto Martínez, Bélgica tem ataque implacável e faz 8 a 1 na Estônia

“Eu não entendo a razão da minha expulsão”, disse Dzeko após o jogo. “Eu não posso explicar por que o árbitro me expulsou”. Hum. Sabe que nós conseguimos, Edin? “Eles disseram que eu comecei a briga, mas como eu poderia fazer isso se eu fui o único que caí no chão?”. Claro, Edin, foi tudo uma grande injustiça, não é mesmo?

“Eu sinto como se tivéssemos perdido por 3 a 0, a Grécia não merecia o empate. Na verdade, eles não mereciam nem perder por pouco, mas por quatro gols de diferença”, analisou o atacante. “Eu mal posso esperar para encontrar os gregos de novo no jogo de volta”.

O gol de empate da Grécia veio aos 50 minutos do segundo tempo, depois de um lateral longo atirado para dentro da área. A zaga da Bósnia não conseguiu afastar e Tzavellas soltou uma bomba para marcar o gol que decretou a igualdade no marcador. Resultado, aliás, que foi muito melhor para a Grécia, que segue na frente em pontos, com 10, atrás apenas da Bélgica, que tem 12. Os gregos tinham vencido os três jogos anteriores.

O problema é que ainda enfrentarão duas vezes os belgas, os mais fortes da chave. É o próximo jogo, em Bruxelas, em março. Já a Bósnia enfrenta o time mais fácil de ser batido: Gibraltar. Por isso, é bem possível que vejamos uma inversão de posições, com a Bósnia subindo ao segundo lugar. O duelo entre Bósnia e Grécia, na casa bósnia, deve ser decisivo para a briga pela vaga na repescagem.