A bem da verdade, dizer que Tanguy Ndombele viveu uma primeira temporada difícil no Tottenham é eufemismo. Jogador mais caro da história dos Spurs, contratado por £ 63 milhões, o francês sofreu com lesões e críticas públicas de José Mourinho por sua falta de comprometimento. No entanto, neste início de nova campanha, o atleta parece estar disposto a dar a volta por cima, e o próprio técnico reconheceu a mudança de comportamento de seu comandado.

Ndombele foi o autor do gol da vitória por 2 a 1, de virada, do Tottenham sobre o Lokomotiv Plovdiv, em jogo da fase eliminatória da Liga Europa, na noite de quinta-feira (17). Em sua entrevista pós-jogo, Mourinho revelou que tem visto uma nova versão do meio-campista nos treinos. Alguém mais concentrado, dedicado e pronto a fazer florescer o seu potencial.

“O Tanguy está em um processo de evolução. Na temporada anterior, ele não estava neste processo. Na temporada passada, ele estava preso em uma situação em que eu não conseguia ver evolução. No momento, ele está treinando muito bem. Está se recuperando de sua lesão, se recuperando fisicamente, e hoje (noite de quinta-feira) ele nos deu o que precisávamos nesses 30 minutos finais”, comentou o português.

Para além do gol salvador, Ndombele, no tempo em que esteve em campo, contribuiu com os Spurs para dar incisividade ao time no terço final, algo que faltara no duelo até a sua entrada. Extremamente talentoso, o francês nunca teve sua qualidade questionada pelo técnico, mas faltava o tipo de entrega que Mourinho tanto gosta de ver em seus comandados. Pelas palavras do português, Ndombele agora está mostrando isso.

“No momento, eu acredito no Tanguy. Eu nunca duvidei de sua qualidade, nunca. Em alguns momentos, eu duvidei de sua motivação e de seu comprometimento, de sua atitude profissional. No momento, acredito nele.”

“Hoje, tomamos a decisão juntos de que ele não começaria o jogo, porque ele também sente que precisa de um pouco mais (de preparação). Mas, no momento, acho que o Tanguy pode nos fazer bem”, completou Mourinho, em um tom de quem adverte: os primeiros indícios são bons, mas é preciso manter o alto nível de entrega.

Em sua temporada de estreia no Tottenham, Ndombele somou apenas 29 aparições pelos Spurs. Teve dificuldades devido às lesões, mas a verdade é que, mesmo quando esteve em forma suficiente para entrar em campo, não havia convencido Mourinho de que merecia o seu espaço devido ao trabalho mostrado nos treinos. O português, no entanto, está disposto a lhe dar uma segunda chance, e cabe apenas ao atleta corresponder à confiança.