Em uma rodada que teve vitória do Flamengo sobre o Coritiba e do Santos sobre o Bahia, o Corinthians conseguiu mostrar um dos motivos que o faz liderar o Campeonato Brasileiro para vencer por 1 a 0 o Fluminense. A equipe não encantou, mas foi novamente muito consistente, defensivamente muito bem e com um aproveitamento incrível no ataque. O alvinegro paulista só teve um chute certo ao longo do jogo, que acertou o gol. Foi justamente o gol marcado. A vantagem na tabela se mantém em nove pontos para o Grêmio, que ainda jogará na segunda contra o São Paulo.

LEIA TAMBÉM: A lenda aos olhos do passado: Como os jornais da época descreveram as façanhas de Friedenreich

O Flamengo viveu fortes emoções para arrancar a vitória contra o Coritiba, no sábado, depois de sair vencendo por 1 a 0, sofrer o empate no início do segundo tempo e só arrancar a vitória no fim do jogo, de pênalti. A vitória, porém, foi crucial para o time seguir sonhando com o topo da tabela. O Santos também jogou antes e foi muito bem ao vencer com tranquilidade o Bahia no Pacaembu por 3 a 0, com três gols de Bruno Henrique. O Flamengo chegou a 28 pontos, enquanto o Santos subiu a 30.

O Corinthians entrou em campo querendo voltar a abrir vantagem para estes rivais, depois de duas rodadas que ficou no empate. Contra o Fluminense, no Maracanã, fez uma partida equilibrada. O Fluminense levou a campo sua equipe muito jovem, comandada por Gustavo Scarpa. O camisa 10 do Flu foi o mais perigoso durante todo o jogo, mas a boa marcação do Corinthians complicou bastante a vida dos jogadores de frente do tricolor carioca.

No total de chutes a gol, o Fluminense teve 13 contra 11. Só que os dois times marcaram bem. Dos 13 do Flu, só três acertaram o alvo. O Corinthians teve só um chute no alvo. A marcação do Flu bloqueou sete chutes do Corinthians, o que é um bom número. O único lance que o Corinthians acertou o gol veio em um escanteio cobrado por Giovani Augusto na cabeça de Fabián Balbuena, aos cinco minutos do segundo tempo. Gol do Corinthians, que então teve o placar favorável para ter ainda mais tranquilidade.

Os dois times perderam algumas boas chances em ataques que não acabaram em finalizações limpas. O Corinthians teve alguns bons ataques pelos lados do campo, mas não conseguiu criar jogadas para deixar Jô em boas condições para finalizar. No Flu, apesar da volta de Henrique Dourado, o camisa 9 também não conseguiu ter uma chance clara para usar a sua perna esquerda. No jogo dos dois artilheiros do Brasileirão, nenhum teve chance clara de finalização. O que é, também, um bom mérito para as defesas.

No fim do jogo, o Fluminense teve os seus melhores momentos na partida, pressionando o Corinthians tentando o gol. Mas, como foi constante no jogo – e como tem sido ao longo do Campeonato Brasileiro –, o Corinthians conseguiu segurar sem dar chances claras ao adversário. Houve até um gol de Richarlison, um dos melhores do Flu na partida, mas corretamente anulado pela arbitragem por impedimento.

Ao Flu, resta a boa notícia que o uso de jogadores da base se mostra promissor. São muitos bons jogadores que podem trazer bons resultados ao Flu. Ao menos suficiente para disputar uma vaga no grupo dos seis primeiros colocados e, assim, tentar uma vaga na próxima Libertadores.

Ao Corinthians, fica o alívio da vitória que traz de volta uma enorme vantagem em relação aos rivais. Depois de dois empates, mesmo sem o time jogar mal, vencer novamente, ainda mais fora de casa, arrefece os ânimos dos adversários e fortalece o time que teve que jogar sem o zagueiro Pablo e o meia Jadson, ambos machucados. Pedro Henrique, substituto na zaga, foi muito bem. Giovani Augusto teve uma atuação razoável, fazendo o simples, que é o melhor caminho para quem vinha mal.

O campeonato ainda está longe de ser decidido, mas o Corinthians voltou a ter uma vantagem muito grande na ponta que o faz o time a ser batido. Ao que tudo indica, será o principal concorrente ao título até a última rodada.