Dentro do Estádio Olímpico, o Eintracht Frankfurt ganhou com autoridade e cortou a empolgação do Hertha

O Hertha Berlim atravessa um processo de construção e isso está claro pelas oscilações desde a temporada passada. O dinheiro investido pelos berlinenses gera uma cobrança natural, mas a afirmação deve levar algum tempo. E a montanha-russa tem sido intensa nestes primeiros jogos de 2020/21. A Velha Senhora protagonizou um papelão na Copa da Alemanha, eliminada com a derrota por 5 a 4 para o Eintracht Braunschweig. A estreia na Bundesliga recobrou as expectativas, graças aos 4 a 1 sobre o Werder Bremen, dentro do Weserstadion. Mas o compromisso desta sexta voltou a colocar panos quentes. O Hertha recebeu o Eintracht Frankfurt no Estádio Olímpico e engoliu uma amarga derrota por 3 a 1 diante de sua torcida.

Convocado à seleção principal pela primeira vez, Matheus Cunha encabeçou o ataque do Hertha ao lado de Krzysztof Piatek, recuperado de lesão. E o início do jogo mostrou como seria uma noite dura para a Velha Senhora. O Eintracht Frankfurt dominava amplamente a posse de bola e ameaçava no campo de ataque. Nem mesmo a saída de Filip Kostic, logo aos 15 minutos, atrapalhou as Águias. A superioridade se transformou em gol aos 30 minutos, num pênalti sofrido por André Silva, que o próprio português converteu.

O Hertha só então acordou e criou duas chances de imediato, sem passar por Kevin Trapp, que fez milagre. Mas quando os berlinenses pareciam entrar no jogo, o Frankfurt ampliou logo aos 36. A partir de uma falta cobrada por Daichi Kamada, Bas Dost concluiu de cabeça às redes. Por mais que a Velha Senhora reunisse boas individualidades no setor ofensivo, faltava criatividade para aproveitar melhor seus jogadores. Era uma atuação insuficiente, e muito precisaria mudar para uma reação na segunda etapa.

Assim, Bruno Labbadia voltou do intervalo com três modificações, sacando inclusive Piatek para colocar o recém-contratado Jhon Córdoba. De fato, o Hertha melhorou no segundo tempo, ainda que sem a precisão necessária para diminuir a diferença. E a eficiência do Eintracht Frankfurt esfriaria os anfitriões, com o terceiro gol aos 25. Sebastian Röde acertou um chute muito feliz da entrada da área, mandando o tiro cruzado no cantinho. O Hertha descontou aos 31, graças a um gol contra de Martin Hinteregger. Mas a marcação das Águias controlou a iniciativa da Velha Senhora, com mais uma boa defesa de Trapp. Antes do fim, Aymen Barkok ainda jogaria fora a chance do quarto no mano a mano.

O Eintracht Frankfurt se recupera da estreia ruim na Bundesliga. O time de Adi Hütter empatou em casa com o Arminia Bielefeld, resultado insatisfatório contra um dos principais candidatos ao rebaixamento. A resposta vem em grande forma e demonstra como as Águias têm organização para lutar de novo na parte superior da tabela da Bundesliga. Já o Hertha, depois de um início promissor, logo ganha motivos para ir com muito mais calma.

Hertha x Frankfurt – Fonte: WhoScored