A Internazionale entrou em campo neste domingo focada em sua perseguição à Juventus na Serie A, mas com um compromisso capcioso dentro do San Siro. Os nerazzurri recebiam o Cagliari, que faz uma campanha acima das expectativas e ronda a zona de classificação às copas europeias. E, mesmo com a queda vertiginosa de desempenho no último mês, os sardos conseguiram aprontar em Milão. Apesar da vantagem inicial, a Inter não conseguiu desenvolver seu jogo e se manteve no fio da navalha. O empate por 1 a 1 cedido no final foi um péssimo negócio aos anfitriões, ainda mais pela expulsão de Lautaro Martínez nos acréscimos.

O momento da Inter também não é bom, vale frisar. A equipe vinha de dois empates consecutivos contra Atalanta e Lecce, necessitada de uma resposta no San Siro. E o Cagliari tentou surpreender logo de cara, com um bom início, mas Giovanni Simeone desperdiçou sua chance nos primeiros minutos. Aos poucos, os nerazzurri melhoraram, apesar da precoce lesão de Milan Skriniar aos 17. O ataque interista funcionava, com a participação constante de Lautaro Martínez e Romelu Lukaku. O goleiro Alessio Cragno até fez uma boa defesa contra o argentino, mas não resistiria por tanto tempo e o primeiro gol saiu aos 29.

O tento marcou positivamente a estreia de Ashley Young na ala direita da Internazionale. O novo contratado acertou um cruzamento preciso e encontrou Lautaro dentro da área. O atacante se livrou da marcação e acertou uma cabeçada firme, que colocou a Inter na dianteira. No entanto, a equipe não seguiu tão agressiva ao final do primeiro tempo e precisaria contar com a intervenção de Samir Handanovic nos acréscimos, em ótima defesa para desviar uma cabeçada de Paolo Faragò.

O segundo tempo seguiu aberto, com a Inter incisiva durante os primeiros 15 minutos. A equipe via Stefano Sensi se unir ao esforço dos homens de frente para matar a partida, mas a equipe carecia de uma melhor construção das jogadas. Lukaku muito brigava, sem concluir da melhor forma, e Sensi parou em boa defesa de Cragno, para que Lautaro errasse a meta aberta no rebote. Também houve a reclamação de um pênalti não marcado sobre Ashley Young.

Com o passar dos minutos, o Cagliari ganhou confiança e achou mais espaços. Handanovic permanecia ameaçado, espalmando um cruzamento de Luca Pellegrini e vendo uma cabeçada de Alessandro Bastoni que seguiu para fora. Entretanto, os rossoblù conseguiram arranjar o empate. Por mais que ainda tenha contrato com a Internazionale, Nainggolan possui permissão para atuar contra o clube. E a Lei do Ex seria imposta pelo meio-campista. Aos 33 minutos, o Ninja arriscou de longe e a bola desviou no meio do caminho, dificultando a vida de Handanovic. Chute no cantinho, que rendeu uma comemoração mais contida do belga, em respeito à torcida que ofereceu uma recepção calorosa a ele na tarde.

Uma virada dos sardos não parecia difícil e eles até perderam uma boa oportunidade de concretizá-la, após jogada de Simeone. Do outro lado, Lukaku puxou sozinho um contra-ataque e, arrancando do campo de defesa, quase anotou um golaço aos 36, mas mandou ao lado. Um tanto quanto tensa para a reação, a Inter ainda se envolveu numa confusão durante o último lance. Lautaro reclamou de uma falta não marcada, peitou o árbitro e então viu o vermelho direto. A irritação se misturou à frustração pelo tropeço. Conte, que invadiu o campo para questionar o juiz, sequer participou da coletiva depois.

A sequência de empates dos rivais era tudo o que a Juventus queria. A Velha Senhora aparece três pontos à frente na liderança e pode abrir uma distância maior, caso vença o Napoli no San Paolo, ao final da rodada deste domingo. A Inter, com 48 pontos, ainda corre o risco de ser igualada pela Lazio na segunda posição. Já o Cagliari completa uma sequência de sete rodadas em jejum. Apesar disso, com 31 pontos, é o sexto colocado e ocupa a zona de classificação à Liga Europa.

Classificações Sofascore Resultados