O Bayern de Munique vivia em estado de graça depois da rodada na Champions League. A goleada por 7 a 2 sobre o Tottenham não foi tão dominante quanto o placar sugere, mas a atuação contundente dos bávaros no segundo tempo valeu os aplausos. Porém, o retorno da equipe de Niko Kovac à Allianz Arena guardou uma tarde ruim. Contra uma defesa melhor armada que a dos Spurs, os alvirrubros encontraram bem mais dificuldades e não conseguiram vencer o Hoffenheim. Méritos também aos alviazuis, que ameaçaram no ataque desde o primeiro tempo e, mesmo depois de cederem o empate, conquistaram a excelente vitória por 2 a 1. Nem tudo ao céu em Munique.

Durante o primeiro tempo, o Hoffenheim viu sua estratégia dar certo. Os visitantes se fecharam bem na defesa e ameaçaram nas escapadas em contra-ataques. Logo aos quatro minutos, Jérôme Boateng realizou um desarme vital, quando Sargis Adamyan saía de frente com Manuel Neuer. O Bayern tinha dificuldades para abrir a marcação adversária e, no momento em que Serge Gnabry marcou, o árbitro assinalou corretamente o impedimento. Ihlas Bebou ainda faria Neuer trabalhar antes do intervalo. O Hoffe deixava claro que poderia complicar o jogo aos bávaros.

Um início de segundo tempo desligado do Bayern foi a chave para que os visitantes acuassem os líderes. Depois de Robert Skov fazer Neuer trabalhar, Adamyan abriu o placar aos dez minutos. Após uma bola roubada no campo de ataque, o atacante recebeu na área e mandou o chute rasteiro no contrapé de Neuer. O Hoffenheim quase ampliou na sequência, mas logo as alterações de Niko Kovac pareceram fazer efeito. Thomas Müller e Ivan Perisic entraram, o que deu novo ímpeto aos bávaros. Em meio à pressão, Müller cruzou e Robert Lewandowski descontou de cabeça aos 28.

O Bayern se sugeria pronto à virada, com uma postura mais efetiva na Allianz Arena. Contudo, o Hoffenheim fazia uma atuação muito confiante e também cresceu com as substituições efetuadas por Alfred Schreuder. Adamyan seria o protagonista dos alviazuis e determinou a vitória aos 34. Em contra-ataque, o centroavante recebeu dentro da área e, depois de dominar, bateu rápido para evitar a marcação. Mandou a bola outra vez no canto de Neuer. Ainda restava tempo para o novo empate do Bayern. Faltou calma a um time pouco criativo, que mal gerou novas chances. Os visitantes seguraram bem seu triunfo.

O resultado não custa a liderança ao Bayern de Munique, ao menos por enquanto, e deixa a tabela da Bundesliga espetacularmente embolada. Os bávaros somam 14 pontos, igualados a RB Leipzig e Bayer Leverkusen (que empataram no mesmo horário pro 1 a 1), assim como ao surpreendente Freiburg – que arrancou o 2 a 2 contra o Borussia Dortmund. O time de Niko Kovac aparece à frente graças ao saldo de gols, mas pode ser ultrapassado na sequência da rodada por Schalke 04, Borussia Mönchengladbach e Wolfsburg. Já o Hoffenheim, que não fazia um bom início de campanha sem Julian Nagelsmann, conquistou sua segunda vitória e chegou aos oito pontos, no 11° lugar.

Classificações Sofascore Resultados