A MLS chega em seu momento decisivo em 2012, mas pode repetir o que aconteceu em 2011. Houston Dynamo e Los Angeles Galaxy, finalistas na temporada passada, colocam um pé na decisão com os resultados que conseguiram no fim de semana e tem tudo para repetir a final.

O Los Angeles Galaxy, atual campeão, tratou de liquidar com o Seattle Sounders assim que teve a chance. Fez 3 a 0 jogando no Home Depot Center e terá que perder por três gols de diferença para correr risco de não avançar. Isso depois de um primeiro tempo equilibrado, que só teve gol graças à individualidade do Galaxy, sua grande qualidade.

O gol só saiu aos 46 minutos do primeiro tempo, em uma jogada que começou com Sean Franklin, chegou a Landon Donovan, que foi à linha de fundo e cruzou alto para Robbie Keane completar para as redes e abri o placar para o Galaxy.

No segundo tempo, a superioridade do Galaxy foi evidente e o placar acabou sendo aumentado. Aos 19 minutos, novamente a bola passou por Robbie Keane, chegou a Franklin, que cruzou para Mike Magee, o “Mr. November”, decisivo sempre neste mês. Galaxy 2 a 0, aos 18 minutos.

O placar já era excelente para o time da casa, mas a pressão fez a diferença aumentar. Donovan chutou de fora, o goleiro rebateu, Christian Wilhelmsson dominou no peito e tocou na bola, desviando do goleiro e deixando livre, quase em cima da linha, para Robbie Kane marcar mais um e definir o placar: 3 a 0.

O Sounders pode se dar por satisfeito. O time ainda poderia ter levado ao menos mais dois gols em chances claras que o Galaxy desperdiçou, o que mataria o confronto. Na volta, no próximo domingo, dia 18 de novembro.

Vira, virou do Dynamo

O Houston Dynamo mostrou força em casa e, mesmo contra um adversário difícil, abriu uma boa vantagem para a partida de volta da final da Conferência Leste ao vencer o DC United por 3 a 1. E isso mesmo com o time de Washington levando muito perigo ao gol do time da casa.

Mesmo jogando fora de casa, o DC United começou melhor e conseguiu abrir o placar. Aos 27 minutos do primeiro tempo, e m um contra-ataque rápido pela esquerda, Nick DeLeon aproveitou uma bola que bateu na trave para colocar nas redes e comemorar.

No segundo tempo, porém, veio o gol de empate. Em jogada trabalhada por Brad Davis e Oscar Boniek García, André Hainault completou para as redes e igualou o marcador, aos seis minutos. Aos 23 minutos veio a virada. Wil Bruin completou para o gol dentro da pequena área depois de jogada trabalhada pela esquerdapor Giles Barnes.

Antes do fim, o Dynamo ainda conseguiu um gol que lhe deu uma boa vantagem. Kofi Sarkodie tabelou com Luiz Camargo, recebeu na frente e chutou cruzado para balançar as redes e definir o placar: 3 a 1. No jogo de volta, no próximo domingo, dia 18, o Houston pode perder por um gol de diferença que está na final da MLS.