O Watford mandou Javi Gracia embora, após um péssimo começo de temporada, e contratou um velho conhecido para comandar o seu time – entre outros motivos porque, demitindo um treinador por ano desde 2011, boa parte do mercado é formado por velhos conhecidos. Quique Sánchez Flores retorna ao futebol inglês com a missão de melhorar a defesa da surpresa da temporada passada que levou oito gols nas quatro primeiras rodadas da Premier League.

Para isso, o espanhol tem uma inspiração além do futebol: o Toronto Raptors, que se superou para vencer o Golden State Warriors e se tornar atual campeão da NBA. “Futebol e basquete estão conectados às vezes em seus sistemas e em como você quer jogar. Se quiser jogar rápido, se quiser jogar com ritmo e passes, às vezes isso é conectado em diferentes estratégias. Claro que a transição no futebol é mais rápida por que você joga com os pés”, disse, em entrevista ao Evening Standard.

“Eu vi a série final deste ano, quando o Toronto Raptors estava jogando contra o Golden State Warriors. Quando eles terminaram, os jornalistas perguntaram ao técnico do Raptors (Nick Nurse), que havia vencido, ‘qual foi a chave?’. Ele disse: ‘Paixão e defesa’.  Achei muito interessante. A defesa é muito, muito boa e importante para cada estilo. Mesmo se quiser jogar como o Manchester City, se você não defender bem, fica muito difícil”, acrescentou.

Apesar de ter deixado o Watford, ao fim da temporada 2015/16, com um sólido 13º lugar na tabela, por “ponto de vista diferente do da diretoria em relação à campanha”, Sánchez Flores afirmou que não tem problemas com a família Pozzo, dona do clube, e que também não mudou muita coisa nesses últimos anos.

“É possível que eu tenha mudado (como pessoa), mas, como treinador, não mudei muito. Ainda gosto de times compactos, bons defensores, escolher onde fazer a pressão, onde recuperaremos a bola, jogar com velocidade, entrar na área, não fazer muitos e muitos passes sem motivo porque eu gosto de ser direto”, explicou.

O Watford de Sánchez Florez levou apenas 50 gols em 2015/16, segunda melhor defesa dos 14 últimos colocados, ao lado do Liverpool, e chegou à semifinal da Copa da Inglaterra. O último cara que emplacou duas temporadas seguidas em Vicarage Road foi Malky Mackay, entre 2009 e 2011.