A campanha do Real Madrid neste Campeonato Espanhol não se constrói com deslumbramento, mas sim com eficiência. A grande virtude do time de Zidane na atual temporada é seu forte sistema defensivo. De novo ele seria importante, para conter as investidas potentes do Athletic Bilbao em San Mamés. Seria plenamente compreensível um resultado diferente da vitória na visita ao País Basco, mas os merengues sustentaram os 100% de aproveitamento nesta retomada de La Liga, com a sétima vitória em sete compromissos. Como na rodada passada, a solução foi um pênalti (bem marcado, apesar de um lance parecido ignorado do outro lado) que permitiu a Sergio Ramos assinalar o 1 a 0 no placar, depois de riscos e dose de sofrimento. A pressão sobre o Barcelona aumenta um pouco mais.

O Real Madrid mudou um bocado sua escalação em relação à vitória contra o Getafe. Éder Militão, Marcelo, Federico Valverde, Rodrygo e Marco Asensio começaram jogando desta vez, com apenas Karim Benzema, Luka Modric e Casemiro mantidos do meio para frente. A rotação é importante dentro da sequência intensa de jogos e Zinedine Zidane vai aproveitando a extensão de seu elenco, por mais que a visita a Bilbao representasse sabidas dificuldades.

Durante as primeiras movimentações, o Real Madrid apertou seu passo e Marco Asensio testou em cobrança de falta o goleiro Unai Simón, vivendo ótima fase. Mas também haveria um grande susto aos seis minutos, quando Iñaki Williams saiu nas costas de Sergio Ramos e Marcelo salvou o gol certo, antes que fosse assinalado o impedimento. Os merengues tinham mais a bola, mas o Athletic possui uma clara estratégia de lutar ao máximo na defesa e acelerar quando se lança ao ataque. Os avanços dos bascos eram contundentes e Courtois salvou aos 16, em cabeçada de Raúl García.

Os principais lances seguiram até os 25 minutos, quando Rodrygo desperdiçou grande chance em cabeçada para fora e Williams respondeu com um tiro que saiu próximo à trave. O Real Madrid se tornou menos produtivo, diante da boa marcação do Athletic. A pontuação dos leones em La Liga pode não ser tão boa, mas o time cresce nos grandes compromissos – e também vê suas premissas se encaixarem melhor. Os anfitriões foram superiores antes do intervalo e Williams travava uma interessante disputa com Militão, que ia bem para acompanhar a velocidade do oponente. Os merengues tinham seus melhores momentos nas criações de Asensio, mas era pouco, sem que Benzema aproveitasse um cruzamento nos acréscimos.

A parada fez bem ao Real Madrid, que melhorou um pouco na volta ao segundo tempo e respirou mais. O goleiro Unai Simón passou a ser mais exigido, primeiro em chute de Modric que defendeu com tranquilidade, antes de se antecipar a Rodrygo. Do outro lado, Courtois saiu bem durante um passe a Iñaki Williams, que partia em boas condições. Se não era uma atuação tão contundente dos madridistas, a vitória começava a se tornar um pouco mais palpável.

E o gol saiu, mais uma vez, graças a um pênalti – como na vitória sobre o Getafe, um pênalti de fato bem marcado. Aos 28, Marcelo teve o pé pisado em uma disputa com Dani García, antes que o basco tirasse a bola. Havia dúvida pelo primeiro ângulo da transmissão, mas o árbitro confirmou também ao se dirigir ao monitor do VAR e Sergio Ramos cobrou com precisão, no cantinho. Cabe dizer, porém, que seria ignorado logo depois um pisão de Ramos em Raúl García dentro da área. Por ordem da cabine do VAR, de que o lance teria sido involuntário, o juiz nem conferiu no monitor – e deixou indignados os leones.

Durante a reta final da partida, o Athletic mandou seu time para frente e partiu para a pressão. O Real Madrid demorou a acionar o seu banco, renovando o fôlego do meio para frente, mas mantinha a solidez na marcação. Militão confirmava sua melhor atuação desde que chegou a Madri nesta temporada. E a verdade é que, mesmo com mais posse de bola, os leones pouco fizeram para arrancar o empate. Seria mais provável o segundo gol, aos 43, numa tabela entre Kroos e Benzema. O francês bateu e Unai Simón impediu seu gol com uma defesa com o pé. Em instantes mais pegados, com cinco cartões distribuídos apenas nos acréscimos, os merengues celebraram uma vitória valiosíssima.

As chances para o Real Madrid aumentar um pouco mais sua vantagem na liderança, restando mais quatro partidas à equipe, são reais. O Barcelona fecha a rodada deste domingo com um compromisso difícil, visitando o Villarreal, que conquistou 16 dos últimos 18 pontos e se aproxima da zona de classificação à Champions. O Real tem no momento 77 pontos, contra 70 do Barça. Já o Athletic Bilbao, que também vinha em crescente, esfria seus planos. Com 48 pontos, ocupa a oitava colocação e perde a chance de ultrapassar a rival Real Sociedad.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore