O Manchester United segue em uma boa toada na Premier League. Neste sábado, diante do Fulham, venceu com tranquilidade por 3 a 0, com uma boa atuação de Paul Pogba e Anthony Martial, decisivos nos gols que determinaram a vitória. O técnico Ole Gunnar Solskjaer aproveitou para rodar o time e poupou alguns jogadores, que sequer foram a campo, já pensando no duelo contra o PSG, pela Champions League, na terça-feira.

LEIA TAMBÉM: Família de Emiliano Sala: “Ver o mundo todo mobilizado tem sido uma ajuda infinitamente preciosa”

 

Entre os que não foram a campo estavam Marcus Rashford, eleito o melhor jogador do mês de janeiro na Premier League, e Jesse Lingard, que vem sendo importante também no time. Ashley Young ficou no banco, dando lugar na lateral direita ao jovem Diogo Dalot. No ataque, Juan Mata entrou, assim como Romelu Lukaku, que ficou como centroavante do time. Na zaga, o sueco Victor Lindelof ficou fora do time, assim como Eric Bailly. Os titulares foram Chris Smalling e Phil Jones, que renovou contrato recentemente com o clube.

O Fulham, precisando desesperadamente de pontos, viu novamente um roteiro corriqueiro se repetir na partida. Começou bem o jogo, equilibrando as ações, mas a defesa entregou mais uma vez e o time sofreu. Logo aos 14 minutos, uma saída de bola errada do zagueiro Maxime Le Marchand contou com interceptação, bola com Anthony Martial, que achou Pogba, dentro da área. O meia francês mal tinha ângulo, mas chutou e marcou mesmo assim: 1 a 0.

A vantagem foi dobrada pouco depois, aos 23 minutos. Desta vez, em uma roubada de bola ainda no campo de defesa, de Ander Herrera, que tocou rapidamente para Martial. O camisa 11 do United tinha campo, muito espaço pela frente, e poucos marcadores. O que aconteceu foi que ele foi passando pelos marcadores, em um misto de velocidade e bons movimentos, deixou Denis Odoi para trás e entrou na área para finalizar no canto e marcar 2 a 0.

Com 2 a 0 no placar, o United tinha muita tranquilidade no jogo, especialmente porque o Fulham não tinha capacidade de articulação para levar perigo ao gol adversário. O United ainda ampliou a vantagem aos 20 minutos do segundo tempo, em um contra-ataque acabou em falta dentro da área, em Juan Mata. Pogba cobrou o pênalti, marcou e ampliou o placar para 3 a 0. Com isso, parecia impossível qualquer virada. E assim foi.

Solskjaer aproveitou o ritmo tranquilo para poupar ainda mais jogadores. Tirou Martial e levou a campo Alexis Sánchez, tirou Pogba e colocou Scott McTominay, e por fim tirou Ander Herrera para colocar em campo Eric Bailly. Sánchez ainda teve uma boa chance pra marcar, mas o goleiro Sergio Rico fez a defesa.

A situação do Fulham é terrível. O time comandado pelo técnico Claudio Ranieri tem apenas 17 pontos, é o 19º colocado e afundado na zona do rebaixamento. O primeiro tempo fora é o Burnley, com 24 pontos. O time tem a pior defesa da Premier Legaue com 58 gols sofridos até aqui. O time só volta a campo no dia 22 de fevereiro, contra o West Ham.

Em 11 jogos, 10 vitórias e um empate para o técnico Solskjaer no comando do Manchester United. Com 51 pontos na tabela, o time está definitivamente na briga por vaga no chamado top 4, o s quatro primeiros colocados que vão à próxima Champions League. Coloca pressão no Chelsea, que tem 50 pontos e ainda enfrenta o Manchester City. O Arsenal, outro time na disputa, tem 47 pontos e enfrenta o Huddersfield.

Na terça-feira, às 18h (horário de Brasília), o Manchester United irá receber o PSG pela Champions League em um duelo muito aguardado. Será o jogo de ida do duelo, sem que os parisienses possam contar com seu principal jogador, o brasileiro Neymar. A transmissão será do Esporte Interativo, ainda a confirmar se no canal TNT ou no Space. Fique ligado na Programação de TV da Trivela para saber onde ver os jogos de futebol transmitidos.


Os comentários estão desativados.