Ainda resta uma semana para a bola começar a rolar pela fase de grupos da Liga dos Campeões, mas esta terça-feira foi dia de aquecimento para a principal competição europeia. A Uefa divulgou os elencos inscritos por cada um dos 32 clubes. E, obviamente, algumas surpresas aconteceram, tanto por jogadores incluídos quanto por aqueles deixados de lado. Confira as principais:

– A permanência de Kaká no Real Madrid foi sacramentada com a inscrição do brasileiro na LC. A presença do brasileiro, porém, não significa necessariamente um bom sinal. Ricardo Carvalho, publicamente descartado do time por José Mourinho, também figura entre os 25 atletas.

– Alguns outros jogadores sem espaços em seus clubes, no entanto, não tiveram a mesma sorte do brasileiro. Diego Lugano, Florent Malouda e Kolo Touré acabaram excluídos das equipes finais de Paris Saint-Germain, Chelsea e Manchester City. No caso do marfinense, havia a expectativa de que os Citizens pudessem negociá-lo com o Galatasaray. De qualquer forma, Touré não poderia ser incluído pelos turcos na competição.

– Andrey Arshavin e Marouane Chamakh, que tiveram suas saídas especuladas recentemente, foram mantidos por Arsène Wenger no grupo final do Arsenal. Outra surpresa da lista é o meia Serge Gnarby, de 17 anos, contratado junto ao Stuttgart em 2011.

– Darren Fletcher deverá retornar ao Manchester United em breve. Após ficar afastado por conta de uma doença crônica no intestino, o volante participou da pré-temporada com os Red Devils e foi selecionado por Sir Alex Ferguson.

– Com retorno previsto para outubro, Jack Wilshere foi deixado de fora da relação principal do Arsenal. Todavia, o meio-campista poderá ser inscrito futuramente na lista B – na qual podem entrar, a qualquer momento, jogadores com 21 anos ou menos, que estejam registrados pelo clube há pelo menos duas temporadas.

– Alguns times, inclusive, aproveitaram-se da lista B para inscrever seus jovens destaques e abrir espaços para outros atletas na relação principal. Foi o que aconteceu com James Rodríguez (Porto), Christian Erikssen (Ajax), David Alaba (Bayern Munique), Julian Draxler (Schalke 04) e Joel Matip (Schalke 04).

– Já algumas promessas brasileiras ganham a primeira chance na Champions. O destaque é Lucas Piazón, eleito o melhor jogador da base do Chelsea em 2011/12 e recompensado por Roberto Di Matteo. Da mesma forma, também foram agraciados Gabriel (Milan), Kelvin (Porto) e Leonardo Bittencourt (Borussia Dortmund). Rafinha Alcântara, que foi titular em uma partida em 2011/12, aparece na lista B do Barcelona.