Vissel Kobe e Nagoya Grampus fizeram um movimentado jogo pelo Campeonato Japonês neste domingo. Foram oito gols no Estádio Noevir, em Kobe. E as principais estrelas dos times apareceram. O Vissel contou com dois gols de David Villa e outros dois de Andrés Iniesta. Do lado oposto, embora tenha passado em branco, Jô deu assistências para dois tentos do Grampus. O lance mais bonito, no entanto, foi cortesia de Villa. Um belo gol que abriu o placar e permitiu aos anfitriões se manterem à frente durante todo o primeiro tempo.

David Villa não executou um drible tão inventivo no lance. O que impressiona é a maneira como conduziu a bola com os dois pés. Estava avançando com a direita e, de repente, passou à canhota. Foi o que entortou João Schmidt, responsável por marcá-lo naquele momento. O brasileiro perdeu a passada e não o encontrou mais. Depois, o veterano ainda ajeitaria para a direita, tocando na saída do goleiro Mitchell Langerak. Mostrou o que sabe.

Iniesta também caprichou em seu primeiro gol. Pegou fora da área e mirou o ângulo. Langerak tocou na bola, mas não conseguiu salvar. Depois, cada um dos espanhóis converteria um pênalti. Menção honrosa ainda às bobeiras da defesa do Vissel Kobe, que ajudaram o Nagoya a manter a emoção no duelo. As duas equipes fazem campanhas modestas na J-League. Enquanto o Nagoya é o oitavo colocado, perdendo força após o bom início, o Kobe ocupa o 11° lugar.