Panagiotis Karachalios, um grego, obviamente, estava com a bola dominada dentro da área e o goleiro já havia sido vencido. A sua única missão era chutar a gol e fazer 2 a 0 para o Nea Ionia contra o Ilisiakos, pela terceira divisão do futebol grego. Mas ele, ao contrário, rolou para fora porque o goleiro adversário havia levado uma forte pancada na cabeça em uma dividida com outro jogador do Nea Ionia, segundos antes. Claramente, não era fingimento.

LEIA MAIS: A Grécia abre mão do prêmio para mostrar como dinheiro da Copa deve ser usado

Seria muito fácil para Karachalios dizer que não viu a agonia do colega de profissão ou que não dava para avaliar se era de verdade ou não. De qualquer forma, estava bem mais fácil de fazer o gol e ele preferiu o fair play. Palmas para Panagiotis Karachalios pela honestidade.