O Cruzeiro estreia nesta quinta-feira na Libertadores contra o Huracán, na Argentina (19h de Brasília, confira na Programação de TV). E vestirá uma camisa nova. O modelo 2019 será usado pela primeira vez nesta partida de Libertadores e carrega algumas mudanças em relação aos modelos passados. A ideia da Umbro, fabricante do uniforme, homenageia as origens do clube, de quando mudou de nome de Palestra Itália para Cruzeiro.

LEIA TAMBÉM: Novo terceiro uniforme do Palmeiras relembrará camisa usada por Marcos na Libertadores 99

Fundado em 1921 como Sociedade Esportiva Palestra Itália, o clube foi rebatizado em 1942, com a entrada do Brasil na Segunda Guerra Mundial e a proibição de todas as referências aos países do Eixo (Alemanha, Itália e Japão). Foi pelo mesmo motivo que o Palestra Itália paulista se tornou Palmeiras. Não por acaso, ambos adotaram nomes e símbolos que representam orgulho nacional, Palmeiras (uma referência à árvore que é muito associada ao Brasil) e Cruzeiro (em referência ao Cruzeiro do Sul, citada até no hino nacional).

Esteticamente, a camisa traz muitas estrelas na parte superior, quase como um papel de parede. Os detalhes aparecem na parte superior do peito e nas mangas. Nas mangas e nas golas, detalhe em branco, uma das cores do clube. Há também dois selos que são novidade. Na barra da camisa, um chamado “Legado”, que mistura os escudos do período Palestra Itália e Cruzeiro. O outro é na parte de trás da gola, “Raposa”, em referência ao mascote adotado pelo clube.

Sobre preço, a Umbro informa o seguinte:

E aí, gostaram da camisa? Deixem suas opiniões.