Johan Cruyff não vai mais coordenar a reformulação do futebol do Ajax. Nesta sexta-feira, em um comunicado divulgado por sua fundação, o ex-jogador e ex-técnico anunciou sua desistência.

No mês passado, Cruyff, de 60 anos, aceitou um convite da direção para reestruturar o departamento técnico do clube. Mesmo sem um cargo oficial, ele teria carta branca para indicar nomes e definir o novo organograma. A decisão de voltar atrás, segundo Cruyff, foi tomada por causa de diferença entre suas idéias e as dos dirigentes.

“Há uma diferença de opinião e não um conflito pessoal, porque eu quero levar o nível das nossas categorias de base de volta a seu lugar de direto”, disse. “Medidas drásticas são necessárias. Fiz um plano claro, mas minha visão não é compartilhada por aqueles que a executam”.

Em fevereiro, reagindo a um relatório que analisou o mau desempenho esportivo do Ajax nos últimos dez anos, o clube anunciou seu projeto de reestruturação, incluindo a saída do presidente John Jaakke e seus colaboradores diretos até o final da atual temporada.

O Ajax conquistou apenas três títulos da Eredivisie em dez temporadas, e em duas edições seguidas da Liga dos Campeões foi eliminado ainda na fase preliminar.