A hegemonia da Bola de ouro acabou em 2018. Depois de 10 anos com Lionel Messi e Cristiano Ronaldo dividindo os prêmios, com cinco para cada um, alguém quebrou essa sequência. Luka Modric, 33 anos, venceu pela primeira vez a Bola de Ouro, completando uma quadra de prêmios: Bola de Ouro na Copa 2018, melhor do ano na Uefa, The Best, da Fifa, e completou com o tradicional prêmio da revista France Football. Cristiano Ronaldo, porém, já está mirando em 2019 e promete disputar novamente o prêmio, depois de parabenizar o ex-companheiro croata.

LEIA TAMBÉM: Ada Hegerberg é primeira mulher a vencer a Bola de Ouro; Modric completa trinca de prêmios

O camisa 10 do Real Madrid e da Croácia, Luka Modric, esteve ao lado de Cristiano Ronaldo na conquista da Champions League pelo Real Madrid e liderou a seleção croata na histórica campanha rumo à final da Copa do Mundo. Ronaldo, por sua vez, avançou com a seleção portuguesa até enfrentar o Uruguai, nas oitavas de final, e cair, embora tenha se destacado pela estreia no Mundial com três gols contra a Espanha.

“É claro que eu estou decepcionado, mas a vida continua e eu continuarei a trabalhar duro”, afirmou o jogador à imprensa italiana. “No campo eu fiz tudo para ganhar a Bola de Ouro, números não mentem, mas eu não estou menos feliz se eu não venço, eu tenho amigos maravilhosos e uma família, eu jogo em um dos melhores clubes”, continuou Ronaldo.

“Parabéns a Modric, que mereceu o prêmio, mas no próximo ano nós iremos nos encontrar novamente e eu irei fazer tudo para vencer o prêmio de novo”, disse o português, vencedor de cinco Bolas de Ouro. “Você acha que eu vou para casa e choro?”.

Contratado por € 117 milhões pela Juventus junto ao Real Madrid em julho, Cristiano Ronaldo tem um bom início pelo novo clube, com 11 gols em 19 jogos, além de sete assistências. Tanto a Juventus quanto o Real Madrid estão classificados para as oitavas de final. A tendência, porém, é que ambos se classifiquem em primeiro lugar.