Cristiano Ronaldo desmentiu as afirmações da imprensa espanhola de que estaria insatisfeito com seu salário no Real Madrid. No domingo, o atacante revelou, após a vitória contra o Granada, que estava infeliz por assuntos profissionais e que a diretoria merengue sabia o motivo, mas não quis ser mais específico sobre o caso.

“O fato de estar me sentindo triste e ter expressado isso criou um grande alvoroço. Eu sou acusado de querer mais dinheiro, mas um dia será revelado que não é o caso”, declarou o jogador, através de sua conta no Facebook.

Além disso, Cristiano Ronaldo assegurou que seu empenho em campo não será afetado pelo imbróglio: “Neste momento, eu só quero garantir aos torcedores do Real Madrid que a motivação, a dedicação, o empenho e a vontade de vencer todas as competições não serão afetados. Eu tenho muito respeito por mim e pelo Real Madrid para dar o máximo de minha capacidade ao clube. Abraços a todos os madridistas”.

Nesta terça-feira, o jornal Marca divulgou uma matéria apontando que Ronaldo estaria descontente com a nova lei tributária da Espanha, que aumenta de 24% para 43% os impostos sobre salários acima de € 600 mil mensais. Além disso, o português teria solicitado uma renovação de seu contrato, o que foi negado pelos merengues.

Ainda conforme o Marca, Cristiano Ronaldo atualmente recebe € 10 milhões de euros anuais, décimo maior salário do mundo entre jogadores de futebol. O líder da lista é Samuel Eto’o, que ganha € 20 milhões. Também se especula que o português não estaria satisfeito com a relação com alguns de seus companheiros de equipe e que não sente o respaldo institucional do clube para sua imagem.