A pauta inescapável da semana ao redor do Brasil são as queimadas na Floresta Amazônica. Apesar da polarização política do debate e de alguma negação persistente diante dos dados, o assunto precisa ser de interesse geral e merece total atenção. E não somente dentro do país. Ao longo das últimas horas, afinal, as notícias alarmantes se espalharam pela imprensa internacional. Também repercutiram no meio do futebol e jogadores famosos aproveitaram sua visibilidade para se manifestar em prol da conscientização.

Cristiano Ronaldo puxa o carro. Em suas redes sociais, o craque publicou dados sobre as queimadas e urgiu que “é nossa responsabilidade ajudar a salvar o planeta”, embora a foto utilizada não fosse da Floresta Amazônica. Assim como o português, vários outros jogadores da Juventus se posicionaram. A lista inclui Paulo Dybala, Aaron Ramsey e Adrian Rabiot. O tema pareceu ter mais força na Itália, mas não só lá. Kylian Mbappé foi outra estrela internacional a se manifestar. Postou uma imagem com a mensagem “reze pela Amazônia”.

Vale dizer também que alguns clubes entraram no assunto, do Corinthians ao Wolverhampton. Uma postagem que merece destaque foi realizada pelo Remo. Após a vitória sobre o Sobradinho pela Copa Verde, os paraenses divulgaram uma imagem da floresta em chamas. “Essa poderia ser uma arte de fim de jogo qualquer, mas nossa alegria pelo resultado contrasta com a tristeza pela situação da Amazônia”, escreveu o clube.

O futebol, como o resto da sociedade, não pode ficar alheio a um assunto essencial. É preciso se informar, analisar os dados e cobrar soluções diante do cenário preocupante. Mais do que “parecer politicamente corretos” ou “melhorar a própria imagem”, os jogadores agregam por expor a pauta e o interesse também a outras partes do planeta.

Sobre o assunto, fica ainda a sugestão de leitura em nossos parceiros do Gizmodo: “A situação da floresta amazônica é asfixiante, e isso faz parte da agenda de Bolsonaro