O Corinthians está classificado às semifinais da Copa do Brasil, depois de superar, pela segunda vez, a Chapecoense por 1 a 0. Com a classificação, o Corinthians enfrentará o Flamengo na semifinal. O jogo foi tecnicamente sofrível, com os dois times jogando pouco. Foram poucas chances de gols ao longo do jogo, o que, claro, era favorável ao clube de São Paulo, já com a vantagem do primeiro jogo. Foi o panorama do jogo durante todo a partida: os paulistas cozinhando o jogo, enquanto a Chape tentava levar algum perigo, sem sucesso.

LEIA TAMBÉM: A estrela de Fábio brilhou mais forte em uma noite na qual a sorte parecia do outro lado

O técnico Osmar Loss teve um problema antes mesmo da bola rolar. Pedrinho, um dos principais jogadores do Corinthians, sentiu lesão no aquecimento. Com isso, ficou no banco, sem condições de jogar. Entrou em campo o veterano Emerson Sheik no seu lugar. A mudança não alterava muito o time taticamente, mas tecnicamente a perda era grande. O garoto da base dá criatividade, drible e movimentação ao ataque, além de velocidade. Emerson adiciona experiência, mas muito longe dos seus melhores dias.

O alvinegro paulista administrou a vantagem desde o início, dando campo e deixando a Chape ter a bola sem muita pressão. Os catarinenses faziam pouco ofensivamente e o goleiro Cássio acabou mais assistindo ao jogo do que participando dele. Nos primeiros 30 minutos do duelo, praticamente só a Chapecoense tinha a bola. Isso, porém, significava pouco. O time da casa era esforçado, mas pouco criativo. Diante da defesa do Corinthians, o ataque da Chape só conseguia rondar a área, pisando pouco na área e chutando pouco a gol.

Experiente, o Corinthians aproveitava a ineficiência da Chapecoense para cansar o time da casa sem dar espaço e deixando pouco espaço da intermediária para trás, mas muito campo para jogar depois disso. A Chapecoense não conseguia pressionar muito o Corinthians que, com o avançar dos minutos no segundo tempo, passou a ter mais a bola. A Chape pareceu sentir um pouco o cansaço e, ao mesmo tempo, esgotar suas ideias.

Aos 38 minutos, quando a Chapecoense já sentia o desespero por não conseguir pressionar tanto o adversário, falta para o Corinthians do lado esquerdo do ataque. Jadson cobrou para a área, mas a bola foi na direção ao gol e entrou, surpreendendo Jandrei: 1 a 0. Foi o seu 11º gol na temporada, vice-artilheiro do Corinthians no ano, um gol atrás de Ángel Romero, que é o goleador da equipe até aqui.

É verdade que o Corinthians não fez um grande jogo, mas a Chapecoense muito menos. E quem precisava jogar para avançar era justamente o time catarinense. Ao time paulista, bastou administrar o resultado, sabendo que o time não aguentaria um ritmo intenso e nem a Chape, que tinha jogado com muito desgaste no jogo de domingo. Nenhum dos dois times tinha físico para pressionar mais. Melhor para quem já tinha a vantagem, primeiro no jogo de ida, depois nos minutos finais.

A Copa do Brasil segue sendo um sonho possível para o Corinthians, que tem nessa competição uma grande esperança de título. No Campeonato Brasileiro, a distância para o líder é de 12 pontos. Na Copa do Brasil, são mais quatro jogos até a taça. Além disso, já embolsou mais R$ 6 milhões pela classificação à próxima fase. O Flamengo deve ser um adversário duríssimo, com um elenco melhor e mais amplo. Mas se há uma esperança que as copas permitem que os times tenham é justamente encaixar ao menos um bom jogo para eliminar um rival mais forte.


Os comentários estão desativados.