A Copa do Brasil e a Copa Sul-Americana concentraram as atenções nesta quinta-feira. Fluminense e Atlético Paranaense passaram no torneio continental, mas com certo sufoco. Já na competição nacional, o Corinthians se classificou com certas sobras contra Vitória, o Santos goleou o Luverdense no primeiro jogo e o Flamengo eliminou a Ponte Preta no aperto. Duelos com sua graça, mas abaixo da emoção vista na Copa do Nordeste. CRB e Ceará disputavam no Trapichão o jogo de ida das quartas de final. Noite memorável à competição, em partida com direito a seis gols, reações, expulsão e bolas na trave. Ao final, prevaleceu o placar por 3 a 3, que deixa a situação completamente aberta para o reencontro no Castelão.

Iniciando uma recuperação na Série B, o CRB começou o primeiro tempo embalando sua torcida. Neto Baiano abriu o placar aos quatro minutos e ampliou aos 43, em um golaço de canhota. No entanto, quando a missão do Ceará parecia dificílima para o segundo tempo, o Vozão conseguiu reagir antes mesmo que o intervalo chegasse. Naldo diminuiu aos 46, aproveitando uma saída errada da defesa alagoana. Já aos 47, prevaleceu a inteligência de Pio. Em cobrança de escanteio, o alvinegro percebeu o posicionamento ruim dos adversários e resolveu emendar um chute de trivela, marcando um gol olímpico.

O ânimo do CRB parecia abalado. O Ceará teve um gol anulado no segundo tempo e, aos 12 minutos, Diego recebeu o segundo amarelo, deixando os alvirrubros com um a menos. Com os cearenses saindo mais ao ataque, Pio ficou no quase aos 21, em míssil que estalou o travessão. Só que logo depois, o CRB surpreenderia com o terceiro gol. Mais uma vez Neto Baiano, completando sua tripleta. A vantagem, de qualquer forma, impulsionava o Vozão. Aos 34, Wesley acertou nova bola na trave. Já aos 44, saiu o empate. Cruzamento de Pio para o artilheiro Arthur definir.

O resultado não é ruim para ambos os times, dependendo da ótica. O CRB desperdiçou sua vantagem inicial, mas poderia ter sofrido mais com um a menos. Já o Ceará reagiu e leva para casa um resultado favorável, com três empates (0x0, 1×1 e 2×2) entre os placares suficientes à classificação. As declarações dos jogadores na saída de campo jogaram mais pimenta ao reencontro, no próximo dia 23, dentro do Castelão. Uma partida para ficar de olho.