Eliminatórias da Copa

Haller teve sua primeira grande partida por Costa do Marfim e definiu a importante vitória sobre Camarões

Filho de mãe marfinense, Haller jogou pelas seleções de base da França, mas se decidiu pelos Elefantes e começa a fazer a diferença

A rodada das Eliminatórias para a Copa de 2022 na África contou com uma partida de enorme peso nesta segunda-feira. Apenas uma equipe avança em cada grupo para a próxima fase do qualificatório e, em Abidjan, a Costa do Marfim recebeu Camarões. Os Elefantes é que vieram do Pote 2 no sorteio das chaves, mas deram um passo firme às suas pretensões com o triunfo por 2 a 1 sobre os Leões Indomáveis. E a estrela da noite seria um renomado reforço recente dos marfinenses: Sébastien Haller, que se decidiu pela seleção do país de sua mãe e anotou os dois gols dos anfitriões na noite.

Haller nasceu nos subúrbios de Paris, filho de pai francês e mãe marfinense. O atacante, no entanto, defendeu diferentes níveis da seleção francesa ao longo das categorias de base. De 2010 a 2016, Haller disputou 51 jogos pelos Bleus do sub-16 ao sub-21. O artilheiro contribuiu com 25 gols e disputou inclusive o Mundial Sub-17 em 2011. Todavia, sem chance na seleção principal da França, o centroavante aceitou o convite para defender Costa do Marfim em novembro de 2020. Estreou inclusive com gol nas eliminatórias da Copa Africana de Nações.

Nesta segunda, Haller foi a principal figura no ataque da Costa do Marfim diante de Camarões. Decidiu o jogo com menos de meia hora. Aos 20 minutos, o centroavante abriu o placar cobrando pênalti. Já aos 29, aproveitou um lançamento em profundidade para ampliar a diferença. Os Leões Indomáveis descontaram apenas no segundo tempo, em pênalti convertido por Moumi Ngamaleu, mas não passaram disso. Jean Michel Seri ainda quase marcou o terceiro dos Elefantes, mas parou no travessão. Os marfinenses lideram o Grupo D com quatro pontos, depois do empate com Moçambique na estreia. Já Camarões tem três pontos, somados no triunfo sobre Malauí.

Outro duelo de peso pelas Eliminatórias na África nesta segunda aconteceu em Johanesburgo, onde a África do Sul recebeu Gana. E os Bafana Bafana também aproveitaram o mando de campo, para construir a vitória por 1 a 0. Os sul-africanos criaram as melhores chances, mas garantiram o triunfo apenas aos 38 do segundo tempo, graças a Bongokuhle Hlongwane. A África do Sul soma quatro pontos no Grupo G, contra três de Gana. Zimbábue e Etiópia completam a chave.

Em confronto direto pelo Grupo J, Benin empatou com a República Democrática do Congo por 1 a 1. Dieumerci Mbokani abriu o placar aos congoleses e Jordan Adéoti empatou. A chave ainda traz Tanzânia e Madagascar. Pelo Grupo E, o mesmo de Quênia e Ruanda, Mali segurou o empate por 0 a 0 na visita a Uganda. A Libéria ganhou da República Centro Africana por 1 a 0 no Grupo C, liderado pela Nigéria. Já Níger fez 4 a 2 fora de casa contra o Djibuti, no Grupo A, dos favoritos Argélia e Burkina Faso.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo