Eliminatórias da Copa

Bernardo Silva: “Peço desculpa aos portugueses que assistiram a um jogo que não deviam ter assistido”

Após o fiasco de Portugal nas Eliminatórias, Bernardo Silva deu declarações contundentes sobre a péssima noite do time

Portugal experimentou um dos jogos mais traumáticos de sua história recente neste domingo. Quando a Seleção das Quinas dependia apenas de um empate para se classificar à Copa do Mundo, acabou fazendo uma péssima atuação no Estádio da Luz e cedeu a virada por 2 a 1 para a Sérvia nos últimos instantes. Com os sérvios garantidos no Mundial, agora os portugueses precisarão disputar uma repescagem que se promete bem mais dura que nos últimos anos. Bernardo Silva, ao menos, não maquiou as impressões na saída de campo e pediu desculpas aos torcedores pelo fiasco.

“Foi um péssimo jogo de Portugal. Conseguimos marcar o gol cedo, mas a partir daí deixamos de jogar. Não consigo encontrar grande explicação para isto, faltam-me as palavras. Foi péssimo, temos de fazer muito melhor, porque temos uma repescagem em março e vamos dar o melhor para nos qualificarmos. Mas em casa, com 65 mil torcedores, tínhamos de fazer muito melhor”, afirmou o ponta, na saída de campo.

“Peço desculpa aos portugueses que assistiram a um jogo que não deviam ter assistido. O plano era tentar ter bola, fomos completamente dominados pela Sérvia. Com a qualidade dos nossos jogadores isto é pouco admissível”, complementou. “Joguei um bocadinho limitado, tentei dar o meu melhor até que chegou o momento em que achei que outro jogador estaria em melhores condições”.

Cristiano Ronaldo também se manifestou, através das redes sociais. O centroavante demonstrou muita frustração em diferentes momentos da noite, especialmente ao se encontrar com Fernando Santos após o apito final. O capitão, no entanto, manteve um discurso de que Portugal chegará mais forte pela repescagem.

“O futebol já nos mostrou vezes sem conta que, por vezes, são os caminhos mais sinuosos que nos levam aos desfechos mais desejados. O resultado de ontem foi duro, mas não o suficiente para nos abater. O objetivo de marcar presença no Mundial 2022 continua bem vivo e sabemos o que temos de fazer para lá chegar. Sem desculpas. Portugal rumo ao Catar”, declarou.

Já o técnico Fernando Santos, na coletiva de imprensa, deu algumas respostas que não convencem muito. Disse que a ideia de Portugal é sempre apresentar um futebol ofensivo – o que não se viu nem no empate recente contra a Irlanda. Ao menos, o treinador não negou a responsabilidade pelas dificuldades em melhorar o time no Estádio da Luz.

“A Sérvia foi melhor. Nós tentamos. O nosso DNA é para ter a bola no pé e jogar. O Bernardo Silva quis bola, mas foi o único. Jogamos com receio e ansiedade. A responsabilidade é minha. Mas vamos estar no Catar. Sabemos que não fizemos o que devíamos, mas vamos estar. Sempre jogamos para ganhar e pensar no momento ofensivo. Mas nem sempre sai como queremos. E a responsabilidade é minha”, analisou.

“O que disse aos jogadores é que eles defendiam bem, mas que, quando tivéssemos, bola tínhamos que criar mais. Se calhar não consegui passar a mensagem. No intervalo expliquei o que se estava se passando no jogo. O jogo ficou mais equilibrado. Não houve tanta dificuldade. Criamos duas ou três situações de gol”, finalizou.

Portugal aguarda o sorteio da repescagem, para saber quais serão seus adversários rumo à Copa do Mundo. Os 12 sobreviventes na Europa serão divididos em três chaves, com semifinal e final em partidas únicas, para decidir os últimos classificados. Por sua campanha, os lusitanos farão o jogo da semifinal em casa. Se avançarem, porém, a final ainda terá mando sorteado.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo