Eliminatórias da Copa

Antony Silva pegou tudo no empate contra a Argentina e o Paraguai até flertou com o triunfo em Assunção

A Argentina desperdiçou um caminhão de chances, parada pelo goleiro, e tomou sufoco com os contra-ataques paraguaios durante o segundo tempo

A Argentina deixou o Defensores del Chaco nesta quinta-feira sabendo que poderia ter conseguido um resultado melhor pelas Eliminatórias. A Albiceleste ficou no 0 a 0 contra o Paraguai, que contou com uma atuação excelente do goleiro Antony Silva. O arqueiro realizou uma série de defesas decisivas e permitiu até que seu time se aproximasse do triunfo, com alguns contra-ataques bastante perigosos no segundo tempo. Lionel Messi teve uma atuação morna em Assunção, desta vez sem a parceria de Lautaro Martínez na linha de frente, com a lesão do atacante às vésperas do jogo.

Os primeiros minutos de jogo em Assunção foram bastante intensos. Até surpreendeu o gol não sair. Giovani Lo Celso forçou a primeira defesa de Antony Silva e o goleiro logo depois sairia bem diante de Joaquín Correa. Do outro lado, quando Santiago Arzamendia respondeu pelo Paraguai, Emi Martínez salvou a Argentina. Arzamendia ainda daria outro susto na sequência, com um tiro para fora, em lance no qual os paraguaios reclamaram bastante de um pênalti. E o jogo nem tinha chegado aos dez minutos quando Antony Silva operou outra defesaça, em tiro de Joaquín Correa que tinha endereço.

O lance mais incrível do primeiro tempo aconteceu aos 12 minutos. A Argentina nem deve saber explicar como a bola não entrou. Depois de ótima jogada de Messi, Joaquín Correa saiu de frente com Antony Silva e rolou para o lado. O goleiro deu um leve desvio, mas a bola sobrou viva na pequena área e, quando Ángel Di María tentou concluir, Omar Alderete salvou inacreditavelmente de costas. Depois disso, o jogo seguiu disputado no campo de ataque da Albiceleste. Messi era acionado na armação e também muito caçado pelos adversários. Os argentinos superavam os 70% de posse, mas reduziram o ritmo.

Embora as chances de gol da Argentina tenham se tornado mais escassas com o passar dos minutos, os visitantes ainda insistiam mais no Defensores del Chaco. Messi assustaria numa cobrança de falta aos 25, mas a Albiceleste até parecia ter se acomodado um pouco. Na reta final do primeiro tempo, os paraguaios conseguiam fechar mais os espaços e evitavam tantas finalizações dos argentinos. Os anfitriões agradeciam a Antony Silva pelo empate parcial quando chegou o intervalo.

O segundo tempo não mudou tanto de configuração, com a Argentina ainda atuando no campo de ataque. Porém, o Paraguai encaixou seus contragolpes e conseguiu ser até mais perigoso. Miguel Almirón daria o primeiro aviso aos nove, parando em Emi Martínez. A Albiceleste tentava abafar, mas Messi vivia uma noite imprecisa e os paraguaios também iam bem para travar as chances dos adversários. Matías Villasanti chegaria a desviar de maneira incrível uma cabeçada de Joaquín Correa aos 15. E o duelo seguia suficientemente aberto para a Albirroja surpreender. Antonio Sanabria de novo ficou no quase, mas Martínez apareceu para evitar o pior aos argentinos, espalmando no alto.

A Argentina veio com Papu Gómez e Guido Rodríguez depois dos 20, mas o jogo seguia difícil em Assunção. Tanto é que Sanabria perdoou outra vez, mandando perto da trave aos 26. Já aos 30, Lionel Scaloni apelou aos garotos, com Julián Álvarez e Nico González renovando as energias do ataque. O jogo ficava tenso e a Albiceleste não imprimia muita velocidade para construir suas jogadas. Quando o time voltou a martelar, Antony Silva continuou pegando tudo. O goleiro segurou uma cabeçada de Guido Rodríguez e depois fez uma senhora defesa em chute de Papu Gómez, desviando com a ponta dos dedos.

O Paraguai mostrava à Argentina que o jogo não estava resolvido. Aos 43, Carlos González apareceu sozinho para completar um passe rasteiro e mandou por cima do travessão. A Albirroja até pareceu mais viva pela vitória no fim, enquanto a Albiceleste batia cabeça no paredão montado pelos paraguaios diante de sua área. E ficou nisso, num resultado ruim para os argentinos pelos desperdícios, mas não pela situação na tabela. A Argentina segue numa situação tranquila nas Eliminatórias. Chega aos 19 pontos, três de vantagem na segunda colocação e sete de sobra dentro do G-5. Já o Paraguai é o sexto, com 12 pontos, e mantém a distância em relação a Uruguai e Colômbia para entrar na zona de classificação.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo