Copa do Mundo

Quem é quem: Uruguai

GOLEIROS

1 – Fernando Muslera

27 anos, Galatasaray-TUR

A insegurança de Muslera sempre deixou a torcida preocupada, mas, com ele no gol – ou apesar dele no gol -, o Uruguai foi terceiro colocado na Copa do Mundo e campeão da Copa América. A pressão era maior quando o goleiro jogava na Lazio. Agora, no Galatasaray, está falhando menos, também porque está mais maduro.

12 – Rodrigo Muñoz

32 anos, Libertad-PAR

Foi chamado pela primeira vez em 2011 e roubou de vez a vaga de terceiro goleiro de Juan Castillo apenas no final do ano passado. O que não serviu para muita coisa porque, aos 32 anos, ainda não fez entrou em campo com a camisa do Uruguai.

23 – Martín Silva

31 anos, Vasco-BRA

Martín Silva foi o destaque do Olimpia no vice-campeonato da Libertadores de 2013 e se transferiu para o jogar a Série B pelo Vasco. Estreou na seleção em 2009, mas nunca jogou muito. Reserva na Copa do Mundo, na Copa América e na Copa das Confederações, soma apenas quatro partidas pelo Uruguai.

DEFENSORES

2 – Diego Lugano

33 anos, West Brom-ING

Lugano jogou tão pouco no Campeonato Inglês que quase ninguém notou que estava defendendo o West Brom. Está longe do melhor da sua forma, nunca teve muita velocidade e sofre para ser titular desde que deixou o São Paulo. O que não muda nunca é a dedicação do capitão pela sua seleção, a raça de brigar por todas bolas e o suor que ele faz questão de derramar pelo seu país.

3 – Diego Godín

28 anos, Atlético de Madrid-ESP

A última temporada mudou a carreira de Godín, que deixou de ser apenas um bom zagueiro para ser considerado alguém com potencial de ser um dos melhores, depois de conquistar o título espanhol e ser vice da Liga dos Campeões com o Atlético de Madrid. Bom no jogo aéreo, seus cabeceios limpam os cruzamentos tão bem quanto ameaçam os goleiros adversários.

4 – Jorge Fucile

29 anos, Porto-POR

Faz dois anos que Fucile mal atua. Sofreu uma lesão no joelho que o fez perder todo o Campeonato Brasileiro de 2012 e um desentendimento com o técnico Paulo Fonseca o impede de atuar pelo Porto desde setembro. Nada disso tira a confiança de Óscar Tabárez no seu lateral, que pode atuar nos dois lados do campo.

6 – Álvaro Pereira

28 anos, São Paulo-BRA

Pode jogar de lateral ou mais avançado, no meio-campo, o que o torna uma peça muito útil caso Tabárez queira variar do 4-4-2 para o 3-5-2. Deixou a Inter de Milão para jogar no São Paulo e começou muito bem, especialmente pela precisão dos cruzamentos.

16 – Maximiliano Pereira

30 anos, Benfica-POR

Maxi Pereira pode jogar na defesa, no meio-campo e no ataque. O importante é ser pelo lado direito, da onde lança os seus cruzamentos. Teve uma temporada quase dos sonhos com o Benfica, campeão português, da Taça e da Copa de Portugal.

13 – José Giménez

19 anos, Atlético de Madrid-ESP

Muito jovem, mas ganhou a confiança de Tabárez durante as eliminatórias. Tem força física, pode quebrar o galho nas laterais e muita personalidade, essencial para encarar uma Copa do Mundo antes dos 20 anos. Em abril do ano passado, foi contratado pelo Atlético de Madrid, mas teve apenas uma chance no Campeonato Espanhol e duas na Copa do Rei.

19 – Sebastián Coates

23 anos, Nacional

O sentiment de Coates é um grande “ufa”, depois de ter sofrido uma lesão muito séria no começo da temporada que poderia impedir a sua ida para a Copa do Mundo. Voltou ao Nacional por empréstimo do Liverpool para provar a Tabárez que estava em condições de jogar bola e assim o fez, com cinco partidas inteiras na reta final do Apertura do Campeonato Uruguaio.

22 – Martín Cáceres

27 anos, Juventus-ITA

Cáceres é versatil. Na Juventus, joga mais de zagueiro e de lateral direito. Na seleção, atua geralmente como lateral esquerdo. Muito útil em um elenco curto de Copa do Mundo. É rápido, forte e bom de cabeça.

MEIO-CAMPISTAS

5 – Walter Gargano

29 anos, Parma-ITA

Com velocidade para se movimentar e tempo de bola para desarmar, Gargano virou um bom jogador do Napoli, do Parma e da seleção uruguaia. Vai jogar sua segunda Copa do Mundo, depois de ganhar a posição de titular no terceiro jogo da fase de grupos, na África do Sul, contra o México. Ficou até o final do torneio.

7 – Cristian Rodríguez

28 anos, Atlético de Madrid-ESP

Rodríguez é o contrário. Meia de origem, pode ser recuado à lateral se for necessário. Está desde sempre na seleção: estreou em 2003, mas nunca disputou Copa do Mundo. Em 2010, brigou com o argentino Gabriel Heinze, no último jogo das eliminatórias, levou quatro jogos de suspensão e foi cortado por Tabárez. Agora, finalmente tem a sua chance depois de uma temporada como coadjuvante na reserva do Atlético de Madrid.

14 – Nicolás Lodeiro

25 anos, Botafogo-BRA

Grandualmente, Lodeiro vai ganhando espaço na seleção uruguaia. Foi reserva na Copa do Mundo de 2010 e na Copa América de 2011, foi três vezes titular na Olimpíada de Londres e duas na Copa das Confederações. Resta saber quanto tempo o novo jogador do Corinthians, inteligente e perigoso, vai jogar no Brasil, aonde chegou em 2012 para defender o Botafogo.

15 – Diego Pérez

34 anos, Bologna-ITA

Diego Pérez está na seleção uruguaia desde 2001. Disputou a Copa do Mundo do Japão e da Coreia do Sul como reserva, mas foi titular na África do Sul, na maior parte da Copa América e das Eliminatórias Sul-Americanas. Apesar de já estar com uma idade mais avançada, Tabárez não abre mão de um dos pilares do seu meio-campo.

17 – Arévalo Rios

32 anos, Morelia-MEX

Meia de marcação, costuma jogar na cabeça de área, ajudando na transição da defesa para o ataque. Também passou pelo Botafogo, mas a pergunta é por qual clube ele não passou. A camisa do mexicano Morelia é a nona que o jogador de 32 anos vestiu na carreira.

18 – Gastón Ramírez

23 anos, Southampton-ING

Gastón Ramírez era uma esperança de renovação da seleção uruguaia depois da Copa do Mundo, mas não se desenvolveu tão rápido a ponto de ganhar uma vaga de titular na equipe de Tabárez. Foi reserve na Copa das Confederações e nas Eliminatórias Sul-Americanas. Mantém-se como uma boa opção para o setor ofensivo.

20 – Álvaro González

29 anos, Lazio-ITA

Álvaro González  fez boa parte da sua carreira na América do Sul mesmo, no Defensor, no Boca Juniors e no Nacional. Estreou na seleção em 2006, não foi convocado para a Copa do Mundo de 2010 e voltou às graças de Tabárez na Copa América que o Uruguai venceu. Começou no banco e foi aos poucos ficando no time titular. Foi bastante utilizado também na Copa das Confederações e nas Eliminatórias Sul-Americanas.

ATACANTES

8 – Abel Hernández

23 anos, Palermo-ITA

Forte e veloz, Abel Hernández gostar de jogar pelos lados do campo, mas sabe fazer gols. Marcou quatro contra o Taiti na Copa das Confederações. Surgiu como uma grande promessa, fez algumas boas temporadas no Palermo e chamou a atenção de grandes clubes europeus, mas pouco a pouco foi perdendo destaque.

9 – Luis Suárez

27 anos, Liverpool-ING

O Uruguai deu sorte duas vezes: Luis Suárez nasceu no país e fez a melhor temporada da sua carreira às vésperas da Copa do Mundo. Rápido, driblador, instigante, goleador e briguento, foi artilheiro do Campeonato Inglês e, se não for atrapalhado por uma inconveniente lesão que surgiu durante a preparação, tem tudo para ser um dos craques do torneio.

10 – Diego Forlán

35 anos, Cerezo Osaka-JAP

Foi atuando mais recuado, como armador, que Forlán ganhou o prêmio de melhor jogador da Copa do Mundo de 2010. Também foi a última vez que o atacante jogou realmente bem. Depois de dois anos no Internacional, passou os últimos seis meses ganhando dinheiro no Japão.

11 – Cristhian Stuani

27 anos, Espanyol-ESP

Stuani demorou um pouco para ganhar a confiança de Tabárez. Estreou na seleção apenas em 2012 e não foi convocado para a Copa das Confederações. Está na lista, porém, depois de uma temporada de apenas sete gols pelo Espanyol. Bom pelo alto e com a bola nos pés, seu grande é azar é ser contemporâneo de Suárez e Cavani.

21 – Edinson Cavani

27 anos, Paris Saint-Germain

Cavani foi – e continua sendo – o atacante mais cobiçado do futebol mundial por tudo que fez no Napoli: 104 gols em 138 jogos. Contratado por € 64,5 milhões, chegou ao Paris Saint-Germain, que já tinha Zlatan Ibrahimovic, e passou a última temporada atuando mais aberto pelo lado direito. Prefere jogar dentro da área e já expressou isso publicamente. Tem habilidade com a bola nos pés, dribles curtos, um chute espetacular e é muito bom de cabeça.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo