Copa do Mundo

Quem é quem: Croácia

GOLEIROS

1 – Stipe Pletikosa

35 anos, Rostov-RUS

Jogador da seleção croata desde 1999, mas antes disso já representava a Croácia. Jogou pela seleção do seu país desde o sub-15. É experiente e tem 110 jogos pela seleção. Jogou as Copas de 2002 e 2006. Esteve em todos os 12 jogos das Eliminatórias, tem boa forma física, o que o mantém como uma opção confiável no gol. Em clubes, teve sucesso na Croácia, no Spartak Moscou, e no Shakhtar, da Ucrânia, mas não foi bem no Tottenham. Está no Rostov desde 2011 e deve continuar na seleção por mais algum tempo.

12 – Oliver Zelenika

21 anos, Lovomotiv Zagreb

Embora vista a camisa 12, é o terceiro goleiro do time. Foi da seleção sub-21 do país e ainda não estreou na seleção principal. Dificilmente isso acontecerá na Copa, a não ser que seja realmente necessário. Sua temporada foi excelente, o fazendo ir para a seleção sub-21 em 2013, sob o comando do técnico Kovac. Ao assumir a seleção principal, o técnico arriscou levar o goleiro para ganhar experiência na Copa.

23 – Danijel Subasic

29 anos, Monaco-FRA

Contratato para jogar a segunda divisão pelo Monaco, manteve-se titular mesmo com o acesso e a contratação de muitos jogadores caros na primeira divisão, incluindo o argentino Sergio Romero. São apenas seis jogos pela seleção, porque Pletikosa é o titular absoluto do time. Mas é a primeira opção caso o goleiro titular não possa jogar.

DEFENSORES

2 – Sime Vrsaljko

22 anos, Genoa-ITA

O jogador surgiu como um lateral promissor no Dinamo Zagreb. Forte e rápido, pode atuar pelas duas laterais, embora sua posição original seja lateral direito. Sua principal característica é a técnica apurada, o que o torna uma boa aposta para o futuro da seleção croata. Em 2013, foi contratado pelo Genoa, depois de já ter se jogado pelas seleções sub-17 e sub-21 do time do seu país. Esteve na Eurocopa de 2012, mas não jogou. Tem seis jogos pela seleção e é reserva do time.

3 – Danijel Pranjic

32 anos, Panathinaikos-GRE

Ex-jogador do Bayern de Munique, Pranjic era meia, mas passou a jogar como lateral esquerdo. É jogador da seleção desde 2004 e jogou a Copa de 2006 e a Eurocopa de 2008. Ficou fora de quase toda campanha nas Eliminatórias por problemas com o técnico Slaven Bilic, mas foi trazido novamente por Stimac, mas jogou pouco. Foi com Niko Kovac que foi chamado e jogou a repescagem contra a Islândia. É experiente e tem bom apoio, além de poder atuar também como volante, meia ou até atacante pelo lado esquerdo.

5 – Vedran Corluka

28 anos, Lokomotiv Moscou-RUS

Lateral direito e zagueiro, formou a zaga central do time que se classificou para a Copa ao lado de Simunic, que não vem para a Copa por gestos supostamente nazistas. Por isso, Corluka terá uma importância grande para a formação da defesa do time. Jogou por Tottenham, onde teve bons momentos, Bayer Leverkusen e está no Lokomotiv Moscou desde 2012, contratado justamente por Slaven Bilic, seu técnico na seleção croata entre 2006 e 2012. Pode atuar também como lateral direito.

6 – Dejan Lovren

24 anos, Southampton-ING

Destaque do Lyon entre 2010 e 2013, jogou esta temporada pelo Southampton, da Inglaterra, e foi um ponto alto do time. Teve boas atuações, ajudou o time a ter uma campanha digna na Premier League e é forte candidato a ocupar o lugar de Simunic no time titular. Na seleção desde 2009, o jogador foi reserva na campanha nas Eliminatórias, mas a ausência do titular deve fazer com que Lovren, primeira opção para a posição, assuma o posto.

11 – Darijo Srna

32 anos, Shakhtar Donetsk-UCR

Lateral direito titular e capitão do time, é um dos principais nomes da seleção croata. Técnico e dono de uma bola parada sempre perigosa, faz cruzamentos perigosos e é uma força atacando pelo lado direito. Tem 111 jogos pela seleção, com 21 gols marcados. Tornou-se capitão justamente quando o atual técnico, Niko Kovac, se aposentou da seleção, na Eurocopa de 2008. Jogou também a Eurocopa de 2004 e 2012, além da Copa do Mundo de 2006. Chamado de “Robocop” pelo ex-técnico Slaven Bilic, por ser um jogador de muita raça, é parte importante do time que vem ao Brasil e pode atuar também no meio-campo, com mais liberdade ofensiva, quando for o caso.

13 – Gordon Schildenfeld

29 anos, Panathinaikos-GRE

Com muita rodagem por clubes da Turquia, Alemanha, Áustria e Rússia, o zagueiro é uma opção a mais no banco de reservas. Foram só quatro jogos nas eliminatórias, quase sempre no banco de reservas para substituir um dos zagueiros. Está atrás de Lovren na disputa por um lugar no time, mas pode se tornar a primeira opção no banco, caso seja necessário.

21 – Domagoj Vida

25 anos, Dynamo Kiev-UCR

É reserva para a lateral direita, mas ficou de fora do elenco que disputou a repescagem. Sua origem é a lateral, mas pode atuar como zagueiro central também. Se Srna for para o meio-campo, pode ser mais usado, mas é provável que fique mesmo no banco de reservas. Nos clubes, passou por Osijek, Bayer Leverkusen e Dinamo Zagreb, além do Dynamo Kiev, onde é titular.

MEIO-CAMPISTAS

4- Ivan Perisic

25 anos, Wolsburg-ALE

Meia habilidoso, pode atuar pelos lados ou pelo centro e até como atacante. Na seleção, joga normalmente pelo lado esquerdo do campo, atacando pelas pontas para o meio. Técnico, é um jogador para atacar em velocidade, recebendo lançamentos de Modric, mas também ajudando a construir as jogadas. Aliás, divide a criação de jogadas e o papel de chegar ao ataque junto a Mandzukic com o outro meia do time, Rakitic.

7 – Ivan Rakitic

26 anos, Sevilla-ESP

Rakitic fez a melhor temporada da carreira. Jogando pelo Sevilla, liderou o time na conquista da Liga Europa, sendo o principal jogador do time. Tornou-se fundamental também na seleção, que frequenta desde 2007. O jogador brilhou no Basel e no Schalke 04 antes de chegar ao Sevilla. Com experiência de ter jogado a Eurocopa de 2008 e de 2012, esteve na campanha das Eliminatórias e foi um jogador importante. Deve compor um meio-campo talentoso na Copa do Mundo e é um dos jogadores a serem parados para bater a Croácia.

8 – Ognjen Vukojevic

30 anos, Dynamo Kiev-UCR

Meia experiente, ganhou destaque jogando na Ucrânia e passou a ser presença constante na seleção. Esteve na Eurocopa de 2008 e jogou diversas partidas das Eliminatórias para 2010 e nesta, para 2014. É um reserva, que deve entrar em algum momento dos jogos da Croácia, mas não deve ter importância grande no grupo. É uma opção para o técnico.

10 – Luka Modric

28 anos, Real Madrid-ESP

A grande estrela do time. Meia de origem, joga recuado como volante há algum tempo, desde as suas grandes atuações pelo Tottenham. No Real Madrid, pedido por José Mourinho, tornou-se titular e foi importante em diversos momentos. Nesta temporada, com Carlo Ancelotti, virou uma peça-chave do time, organiza, distribui as jogadas, chuta de fora da área, faz passes e comanda o time. Na seleção, exerce esse papel com maestria. É o jogador que dá ritmo ao time, acelerando ou dando cadência.

14 – Marcelo Brozovic

21 anos, Dinamo Zagreb

Novato de seleção, Brozovic é mais um dos jogadores que esteve nas seleções de base e jogou pela sub-21, sob o comando de Kovac. Por isso, está no elenco, mesmo sem ter estreado ainda pelo time principal. Jovem, o meio-campista é um jogador promissor do Dinamo Zagreb e deve ser apenas um reserva que ganhará experiência.

15 – Ivan Mocinic

21 anos, Rijeka

Outro dos jogadores jovens levados por Kovac para a Copa. Também não jogou nenhuma partida pela seleção principal e é considerado uma surpresa do técnico na convocação. Sua presença tem a ver com as lesões que afetaram os reservas da Croácia. Ele esteve na pré-convocação, trabalhou bem e, com as baixas por lesão, ganhou espaço. Sua boa temporada no clube o levou à seleção sub-21, sob o comando de Kovac, o que levou o técnico a apostar nele também para a Copa do Mundo.

19 – Sammir

27 anos, Getafe-ESP

Brasileiro naturalizado croata, Sammir é um jogador de criação de jogadas. Nascido no Brasil, foi para a Croácia aos 19 anos e se tornou um dos grandes jogadores do Dinamo Zagreb. Foram oito anos jogando no time croata, onde se tornou um ídolo e foi eleito, em 2013, o melhor jogador do campeonato. Em janeiro, foi para o Getafe. Desde 2012, tem nacionalidade croata e jogou cinco jogos pela seleção do país, três deles pelas Eliminatórias. É um meia com bom passe e criação de jogadas. Será reserva, mas deve ser usado no Brasil vindo do banco.

20 – Mateo Kovacic

20 anos, Internazionale-ITA

Desde cedo, Kovavic é visto como um talento. Aos 16 anos, estreou pelo Dinamo Zagreb e marcou seus primeiros gols pelo clube. Foi campeão nacional duas vezes com o Dinamo antes de ser vendido para a Internazionale. Sua temporada na Itália não foi boa como se esperava, mas ele terminou melhor do que começou. Com nove jogos pela seleção, cinco deles nas Eliminatórias da Copa, o jogador é um talento que pode ser usado por Kovac nos jogos.

ATACANTES

9 – Nikica Jelavic

28 anos, Hull-ING

O atacante já passou por clubes de diversos países, tendo se destacado mais recentemente no Rangers, antes do time ser rebaixado por dívidas, Everton e joga pelo Hull desde janeiro. É um finalizador, mas que deve ser apenas banco de reservas do time de Kovac no Brasil. Com 1,87 metro, é bom no jogo aéreo e será substituto de Mandzukic. Tem 32 jogos pela seleção e cinco gols.

16 – Ante Rebic

20 anos, Fiorentina-ITA

O atacante ainda tem poucos jogos pela seleção croata, mas é visto como alguém com potencial para assumir uma posição de titular no futuro. Revelação do RNK Split, foi para a Fiorentina em 2013, depois de uma ótima campanha pela Croácia no Mundial sub-20, com dois gols em quatro jogos. Foi o técnico Igor Stimac que o convocou pela primeira vez, mas foi com Kovac que ganhou mais espaço. Foi usado como reserva nas partidas da repescagem da Copa. Acostumado a jogar pela ponta esquerda, pode ser usado no Brasil vindo do banco.

17 – Mario Madzukic

28 anos, Bayern de Munique-ALE

O principal nome do ataque croata. Joga no Bayern de Munique – o que não deve durar muito, aliás – e conquistou em campo sua posição de titular no time de Pep Guardiola, conhecido por usar sistemas táticos sem um centroavante como ele. Com 49 jogos pela seleção e 13 gols, já tinha se destacado na Eurocopa de 2012. Foi destaque do Bayern na conquista da tríplice coroa em 2013. Na seleção, jogou todos os jogos das Eliminatórias e da repescagem, contra a Islândia, e foi quando recebeu o cartão vermelho que o tira da estreia do time na Copa, contra o Brasil. Deve ser destaque do time no Mundial também.

18 – Ivica Olic

34 anos, Wolfsburg-ALE

Um dos mais experientes jogadores do time, Olic já teve passagem de sucesso pelo Bayern de Munique antes de defender o Wolfsburg. Jogou também pelo Hartha Berlim, depois de ter boas passagens por NK Zagreb, Dinamo Zagreb e CSKA Moscou. É um atacante de muita raça, canhoto, com um bom chute e forte fisicamente. Esteve na campanha da Croácia nas Copa sde 2002 e 2006, além de jogar as Eurocopas de 2004 e 2008. Em 2012, só não jogou porque se lesionou antes do torneio.

22 – Eduardo da Silva

31 anos, Shakhtar Donetsk-UCR

O atacante brasileiro é, há muito tempo, croata de coração. Defende a seleção da Croácia desde 2004, em um jogo contra a Irlanda. Está na Croácia desde os 15 anos de idade, depois de ser descoberto em um campeonato de favelas no Rio de Janeiro. Foi no Dinamo Zagreb que ele se destacou, acabou contratado pelo Arsenal em 2007. Jogará uma Copa do Mundo no país que nasceu, mas deve ser reserva.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo