GOLEIROS

1 – Boubacar Barry

Goleiro, 34 anos, Lokeren-BEL

Com experiência no futebol francês antes de seguir para Bélgica, Barry é um velho conhecido da seleção marfinense. Já são 14 anos defendendo a meta dos Elefantes, com 77 partidas disputadas e duas presenças em Copas do Mundo. Não é dos arqueiros mais seguros, mas se mantém absoluto na meta da equipe nacional por falta de concorrência.

16 – Sylvain Gbohouo

Goleiro, 25 anos, Séwé Sport

Reserva de Barry, Gbohouo segue atuando no futebol local. Destaque com o Sewe Sports, ganhou a primeira chance de entrar em campo pela seleção em 2013. Possui boa estatura, o que facilita o trabalho nas bolas alçadas na área.

23 – Sayouba Mandé

Goleiro, 21 anos, Stabaek-NOR

Sayouba Mandé está sendo preparado para assumir a posição no gol da Costa do Marfim. O goleiro de 20 anos joga no Stabaek, onde tem conquistado espaço gradualmente. Com boa estatura, fez sua estreia pela seleção em março, no amistoso contra a Bélgica.

DEFENSORES

2 – Ousmane Viera

Defensor, 27 anos, Çaykur Rizespor-TUR

Novato na equipe nacional, o zagueiro só fez sua estreia pelos Elefantes em setembro de 2013. Com rodagem por ligas menores da Europa, não teve tanta visibilidade a ponto de se manter na seleção, após disputar os Jogos Olímpicos de 2008. Desde 2010 defende o Rizespor, da Turquia.

3 – Arthur Boka

Defensor, 31 anos, Stuttgart-ALE 

Um dos mais tarimbados da defesa de Costa do Marfim, Boka é mais um representante da melhor geração do país, que se encaminha à última Copa. O lateral esquerdo foi aos Mundiais de 2006 e 2010 – e o torneio na Alemanha o projetou ao Stuttgart, o qual defende até hoje. Não vinha sendo um dos nomes mais frequentes no clube, e por isso mesmo seguirá ao Málaga em 2014/15.

4 – Kolo Touré

Defensor, 33 anos, Liverpool-ING

A grande referência da defesa de Costa do Marfim está distante de seu auge, mas segue importante à seleção. Kolo Touré teve problemas físicos durante a temporada, e as oscilações acabaram custando seu espaço no time titular do Liverpool. O vigor físico não é o mesmo dos tempos de Arsenal, embora siga como a sua principal virtude. A experiência também conta, indo para a terceira Copa.

7 – Jean-Daniel Akpa-Akpro

Defensor, 21 anos, Toulouse-FRA

Lateral direito reserva da Costa do Marfim, fez sua estreia pela seleção apenas nos amistosos preparatórios para a Copa, no fim de março. Filho de marfinenses, mas nascido na França, Akpa-Akpro é o mais novo de uma família de três irmãos jogadores. Foi revelado pelo Toulouse, onde atua como meio-campista.

17 – Serge Aurier

Defensor, 21 anos, Toulouse-FRA

Uma das principais promessas do futebol africano para a Copa de 2014 é Serge Aurier. O lateral direito do Toulouse vem de ótima fase na Ligue 1, sob a promessa de que os Elefantes não sentirão falta alguma de Emmanuel Eboué, o dono da posição nas outras Copas. O jogador de 21 anos fez sua estreia na equipe principal no ano passado. É um defensor completo, com e sem a bola. Também se destaca pelo bom número de assistências e pelos gols que marca nas investidas ao ataque – foram seis tentos no último Francesão.

18 – Constant Djakpa

Defensor, 27 anos, Eintracht Frankfurt-ALE

Djakpa é uma opção para a lateral esquerda, sem tanta rodagem pela seleção. Desde a sua estreia, em 2007, só disputou cinco partidas pelos Elefantes. De qualquer forma, o desempenho pelo Eintracht Frankfurt o credencia a uma vaga na Copa.

22 – Sol Bamba

Defensor, 29 anos, Trabzonspor-TUR

Francês de nascimento, mas marfinense convicto, Bamba é um dos poucos da seleção principal que começou a carreira com os Elefantes logo com as equipes menores. É um zagueiro alto, de muita presença física, que costuma se completar ao lado de Kolo Touré. Presente na Copa de 2010, passou por clubes britânicos antes de chegar ao Trabzonspor em 2012.

MEIO-CAMPISTAS

5 – Didier Zokora

Meio-campista, 33 anos, Trabzospor-TUR

Cão de guarda da Costa do Marfim desde 2000, Zokora é o recordista de partidas pela seleção, com 119 atuações na bagagem. Experiência para um jogador que muitas vezes é taxado como violento, pelo futebol de muita força física e agressividade na cabeça de área. Com rodagem pela Ligue 1, Premier League e La Liga, se encaminha para o final da carreira no Trabzonspor.

9 – Cheick Tioté

Meio-campista, 27 anos, Newcastle -ING

O volante titular do Newcastle é um dos principais talentos da equipe, compondo uma dupla talentosa com Yaya Touré. Possui grande poder de marcação, mas também sabe sair para o jogo e costuma arriscar chutes de longe. Com rodagem pelo futebol holandês e belga, foi titular da equipe que caiu ainda na primeira fase na Copa de 2010. Seguiu como protagonista no ciclo seguinte, chegando ao Mundial com um cartel de 43 jogos pelos Elefantes.

14 – Ismaël Diomandé

Meio-campista, 21 anos, Saint-Étienne-FRA

O sucesso no Saint-Étienne foi suficiente para Diomandé pintar na convocação final da Costa do Marfim, mesmo sem ter atuado pela equipe principal. O volante de 21 anos é reserva de um setor bem servido, mas tem talento para crescer na equipe nos próximos anos. Sua versatilidade ajuda, podendo atuar também um pouco mais avançado na meia-cancha.

19 – Yaya Touré

Meio-campista, 31 anos, Manchester City-ING

Talvez o melhor jogador do mundo a chegar inteiro na Copa. Yaya Touré foi eleito nas últimas três temporadas o melhor jogador da África, o que diz muito sobre a sua forma – caminhando para, quem sabe, ser considerado o melhor do continente na história. O que tem jogado pelo Manchester City beira o absurdo, mantendo sua combatividade no meio-campo, mas também garantindo força e técnica nas arrancadas contra o gol adversário. Além disso, resolveu se tornar batedor de faltas e tem se sobressaído na técnica. Se conseguir fazer pela seleção o que apresenta no clube, os Elefantes podem se sentir confiantes na classificação. Vai para o seu terceiro Mundial, apesar da discrição nos outros dois.

20 – Serey Die

Meio-campista, 29 anos, Basel-SUI

Dono de boas atuações pelo Basel, o meio-campista chegou à seleção rodado, com 28 anos. Permaneceu fora do radar durante suas passagens pelo futebol tunisiano, antes de assinar com o Sion. É visto como um potencial herdeiro de Zokora, pelo futebol duro, por vezes violento. Se entrar em campo, é um perigo aos marfinenses também pela suspensão. No entanto, é um cão de guarda útil a uma defesa não tão confiável.

6 – Mathis Boly

Atacante, 23 anos, Fortuna Düsseldorf-ALE

Um dos valores da nova geração da Costa do Marfim, Bolly se destaca pela velocidade nas jogadas pelas pontas – podendo cair para os dois lados do campo. Destacando-se pelo Fortuna Düsseldorf, chegou à seleção em junho de 2013. Norueguês de nascimento, defendeu as equipes menores do país escandinavo antes de optar pela nacionalidade de seus ascendentes.

8 – Salomon Kalou

Atacante, 28 anos, Lille-FRA

Veteraníssimo da seleção, Kalou não está mais sob os holofotes de um grande clube, mas foi um dos destaques do Lille na boa campanha do clube na Ligue 1. Também segue com moral na equipe nacional, uma das principais referências ofensivas. Parte da equipe desde 2007 e presente na última Copa, se destaca pela potência física e pela capacidade de jogar pelos lados do campo. Foi o artilheiro dos Elefantes nas Eliminatórias, com cinco gols.

10 – Gervinho

Atacante, 27 anos, Roma-ITA 

Gervinho gerou desconfiança em muita gente por causa da passagem ruim pelo Arsenal. Porém, a temporada na Roma foi suficiente para refazer sua imagem e criar expectativas para a sua segunda Copa do Mundo. Afinal, o futebol atrevido visto na capital italiana também costuma ser repetido com a camisa laranja. O atacante estreou na seleção ainda aos 20 anos de idade, quando começou a surgir no futebol francês. Ótimo nos dribles e veloz, é o complemento ideal a Drogba no comando do ataque marfinense.

11 – Didier Drogba

Atacante, 36 anos, Galatasaray-TUR

Mais do que um ídolo, Drogba é um mito. Por um pedido seu após a classificação para a Copa de 2006, o país paralisou uma guerra. E é mesmo essa a dimensão de sua imagem em um país carente de sonhos. Pois o artilheiro fez os marfinenses sonharem, embora ainda deva uma grande campanha em Mundiais. E essa deve ser sua última tentativa. A decadência do craque é notável, com o desempenho apenas regular no Galatasaray. Entretanto, seu poder de decisão permanece, capaz de arrancar uma vitória em uma bola. Os 63 gols em 101 jogos pelos Elefantes apenas reforçam essa capacidade.

12 – Wilfried Bony

Atacante, 25 anos, Swansea-GAL

Se Drogba abre o caminho na seleção, Wilfried Bony parece o mais capacitado para assumir a posição da referência no ataque. O atacante vem de duas ótimas temporadas, por Vitesse e Swansea. Dono de uma explosão física impressionante, também tem explosão e faro de gol. Um centroavante completo, que vai a sua primeira Copa do Mundo com chances de deixar boa impressão.

13 – Didier Ya Konan

Atacante, 30 anos, Hannover-ALE

Uma das tantas revelações do ASEC Mimosas que servem a seleção, Ya Konan fez carreira pelo Rosenborg, antes de atrair as atenções do Hannover 96. É um jogador importante no clube e uma boa opção para a seleção. O problema é mesmo a concorrência, já que atua preferencialmente centralizado no ataque, mas não tem o porte físico de Drogba ou Bony. Passou boa parte da temporada fora por lesão.

15 – Max Gradel

Atacante, 26 anos, Saint-Étienne-FRA

Outro destaque do Saint-Étienne que foi parar na seleção marfinense. O ponta faz parte do elenco desde 2011, útil por dar uma alternativa pelos lados do campo. Destaca-se pela agilidade e pela habilidade nos dribles, com facilidade para fazer jogadas até a linha de fundo.

21 – Giovanni Sio

Atacante, 25 anos, Basel-SUI

Outro que vem do Basel, mas credenciado pelo futebol ofensivo que desempenha no clube suíço. Descendente de marfinenses, Sio nasceu na França e iniciou sua carreira no país, embora tenha passado também por Espanha e Alemanha. Podendo atuar tanto na ponta quanto como centroavante, se caracteriza pela velocidade e pelo poder nas finalizações. Antes de optar pela nacionalidade marfinense, passou pelas seleções de base da França.