Conto de fadas: Newcastle contrata ao sub-23 atacante que jogava na quarta divisão australiana e trabalhava como pedreiro

O Newcastle não costuma fazer negócios tão midiáticos no mercado de transferências, mas realizou uma contratação que mais parece um conto de fadas. Os Magpies assinaram até o final da temporada com Florent Indalecio, um atacante de 23 anos que atuava na quarta divisão australiana e trabalhava como pedreiro no país. Sua chegada foi intermediada por Allain Saint-Maximin, um dos destaques da equipe e amigo de infância de Indalecio. Depois de impressionar nos treinos, o francês se juntará ao elenco sub-23 do clube inglês.

Indalecio conheceu Saint-Maximin nas categorias de base do St. Étienne, onde atuavam juntos. O atacante permaneceu no clube até os 15 anos, quando deixou a equipe por questões disciplinares. A partir de então, passou a atuar no futebol amador. Mudou-se à Austrália para trabalhar como pedreiro e defendia o Fraser Park, da quarta divisão local, até que a pandemia interrompesse as competições.

Indalecio, então, ficou sem contrato e retornou à Europa. Saint-Maximin arranjou uma chance para que ele fosse testado no Newcastle. Pois o francês impressionou o técnico Steve Bruce, chegando a marcar um golaço de bicicleta durante um treino com a equipe principal alvinegra. O lance abriu as portas para que o atacante assinasse contrato com os Magpies e se juntasse ao time sub-23.

“Decidimos arriscar um pouco e ver como ele se desenvolve neste ano. Indalecio veio para um teste com Allan no verão e passou aqui as últimas seis semanas. Ele tem algo a mais. Iremos ver se isso é suficiente para jogar no Newcastle. Certamente ele ajuda Allan, é seu amigo. Mas, que fique claro, não o contratamos porque ele é amigo de Allan. Indalecio tem um bocado de talento”, declarou o técnico Steve Bruce.

“É um clube muito grande e uma excelente oportunidade para mim, mas estou começando de baixo. O meu objetivo é jogar bem com o Newcastle Sub-23 para provar que tenho habilidade a um nível melhor. Nunca falei inglês antes de chegar à Austrália. Aprendi com meu chefe e os outros pedreiros no canteiro de obras. Todos me ajudaram. Ninguém em Sydney quer esse trabalho de pedreiro, porque é muito duro, muito físico. Quando estava na França, via todos os meus amigos jogando profissionalmente e eu trabalhava numa fábrica. Hoje sou jogador do Newcastle e estou muito feliz”, declarou Indalecio, ao site australiano SMH. Daquelas histórias às quais se torce pelo final feliz.

 

Ver essa foto no Instagram

 

𝙏𝙤𝙤 𝙚𝙖𝙨𝙮 @nufc 🎁💭 𝘼𝙨𝙨𝙞𝙨𝙩 𝙗𝙮 @kylescott_97 🤝

Uma publicação compartilhada por 𝙁𝙡𝙤𝙧𝙚𝙣𝙩 𝙄𝙉𝘿𝘼𝙇𝙀𝘾𝙄𝙊 (@floindal) em