O técnico da Juventus, Antonio Conte, recebeu uma suspensão de 10 meses por envolvimento no escândalo de manipulação de resultados, o Calcioscommesso. A punição vem pela participação do treinador na temporada 2010/11, quando era técnico do Siena, na Serie B.

Conte é acusado de não denunciar o esquema nas partidas contra o Novara e Albinoleffe. O treinador, de 43 anos, chegou a um acordo com o promotor Stefano Palazzi por uma punição de três meses pelo envolvimento, mas o comitê disciplinar negou. Com a punição de 10 meses, Conte ficará fora da temporada 2012/13.

Angelo Alessio, assistente de Conte tanto na época do Siena quanto na Juventus, também foi punido com uma suspensão de oito meses pelo envolvimento no esquema. Conte só poderá voltar a dirigir o time no dia 9 de junho de 2013.

Pepe e Bonucci saem ilesos do processo

Se Conte não escapou de uma punição pesada da justiça, dois jogadores da Juventus não sofreram punição. Simone Bebe e Leonardo Bonucci eram acusados de envolvimento em um escândalo de manipulação de resultados do tempo que defendiam Udinese e Bari, respectivamente, mas as provas foram consideradas inconclusivas.

A comissão que analisa o caso considerou que o depoimento de Andrea Masiello foi inconsistente. O atual jogador da Atalanta alegou que Bonucci tinha envolvimento direto na manipulação de resultados, enquanto Pepe sabia da existência do esquema. Bonucci, inicialmente seria punido com três anos e meio de suspensão, enquanto Pepe receberia gancho de um ano.

Rebaixamento para Lecce e Grosseto

Ainda referente ao esquema de manipulação, o Lecce e o Grosseto foram rebaixados da Serie B. Os presidentes dos dois clubes foram suspensos por cinco anos de qualquer atividade relacionada a futebol.

Os dois clubes terão que disputar a Lega Pro, equivalente à terceira divisão nacional por terem envolvimento direto na manipulação de resultados para máfia de apostas.

O Bologna também foi punido com multa de €30 mil, enquanto o Ancona recebeu multa de € 10 mil. O Novara, rebaixado para a Serie B na temporada passada, começará com punição de dois pontos negativos.  O Siena, que é da Serie A, começará com seis pontos negativos e foi punido com € 100 mil de multa. O Bari começa com cinco pontos negativos e recebeu multa de € 80 mil. Albinoleffe, Sampdoria, Torino e Varese todos receberam punição de € 30 mil de multa e começaram com um ponto negativo em suas campanhas. O Portogruaro foi punido com multa de € 5 mil.

Todos os acusados no processo podem entrar com recurso de apelação na justiça federal italiana até o dia 20 de agosto, seis dias antes do início da Serie A italiana.