De tantos times badalados na Premier League, o Tottenham é quem se mantém de forma mais regular entre os primeiros colocados, Chelsea à parte – que caminha a passos largos para a conquista do título. Os Spurs, comandados por Mauricio Pochettino, conseguem resultados com frequência. São apenas três derrotas na Premier League, sendo que nos últimos 10 jogos a equipe venceu sete, empatou dois e perdeu só um. Neste domingo foi a vez de bater o Southampton em casa por 2 a 1.

LEIA TAMBÉM: Sem grande futebol e com algum sofrimento, vitória do Man United contra Boro foi crucial

Os dois principais jogadores do time são meias Christian Erikssen e Dele Alli. Os dois marcaram os gols do Tottenham neste domingo (o de Alli de pênalti), ainda no primeiro tempo, garantindo a vitória. Um triunfo, aliás, que não foi fácil. O Southampton, como esperado, fez um bom jogo e dificultou a vida dos Spurs.

Tanto que no segundo tempo conseguiu diminuir o placar com James Ward-Prouse, convocado pelo técnico Gareth Southgate para a seleção inglesa. Foi o único gol da segunda etapa da partida. O Tottenham conseguiu manter o resultado até o fim.

O que se vê no time do Tottenham é uma capacidade grande de ganhar a maioria dos seus jogos, seja contra grande como quanto contra os pequenos. E isso é o que se chama consistência. O time é capaz de manter os resultados e vai, assim, se tornando o candidato mais próximo do Chelsea, líder do campeonato.

São 59 pontos para o Tottenham, dez atrás do Chelsea. Mantém-se como um forte candidato a ser um dos quatro primeiros da Premier League. Mantendo a consistência de resultados – como parece que manterá -, deixa a briga por uma vaga entre Manchester City, Liverpool, Manchester United e Arsenal.