O atacante Alexander Kokorin deixou a prisão e acertou a sua volta ao Zenit.  O jogador, de 28 anos, assinou contrato com o clube até o final da temporada. O novo contrato do jogador trará uma redução salarial em relação ao vínculo que ele tinha antes da prisão. Antes, ele recebia algo em torno de € 4 milhões por ano. Enquanto estava na prisão, Kokorin chegou a dizer que jogaria de graça pelo Zenit. Não será de graça, e o clube não revelou os valores, mas segundo o Sport Express, diário russo, o salário será “significativamente menor”.

Kokorin e Pavel Mamaev foram presos em maio ao serem condenados por hooliganismo e agressão ao atacarem uma autoridade do Ministério do Comércio em uma cadeira e espancarem um motorista em outubro de 2018.  Mamaev pegou 17 meses de prisão, enquanto Kokorin foi condenado a 18 meses.

Os dois jogadores foram liberados nesta terça-feira, depois de terem recurso atendido e receberam liberdade condicional. A punição máxima por esse tipo de crime é de sete anos de prisão. Kokorin era jogador do Zenit na época do ocorrido, enquanto Mamaev atuava pelo Krasnodar. O fato que os levou à prisão foi no dia 8 de outubro, em Moscou.

“O jogador cumpriu a pena imposta a ele, que recebeu por sua ação. Ele foi liberado em condicional com uma característica positiva. O Zenit está pronto para oferecer a Alexander Kokorin uma chance de retornar ao futebol, dar uma oportunidade para jogar em nível profissional como parte do time principal. Se isso irá funcionar para ele, o tempo irá mostrar, assim como sua condição física e psicológica. Durante o processo, o técnico do Zenit deu apoio ao jogador e sua família. Sergei Semak continua a acreditar na vontade e personalidade do jogador para dar a ele uma segunda chance”, disse o Zenit em um comunicado.

Kokorin não entra em campo desde outubro de 2018, quando o Zenit venceu o Krasnodar por 2 a 1 pelo Campeonato Russo. Segundo o advogado dos jogadores, Yuri Padalko, em entrevista à agência TASS, os dois jogadores irão voltar a jogar futebol. Kokorin era um dos principais jogadores da Rússia e tem 48 jogos pela seleção. Ficou fora da Copa do Mundo de 2018 por lesão.

Mamaev, porém, não deve voltar ao Krasnodar. Segundo informações do diário russo Sport Express, o clube pretende encerrar o contrato do jogador. Ele tem contrato ativo até 31 de dezembro de 2019.