TORONTO FC (CAN)

Toronto Football Club
Estádio: BMO Field, Toronto (21,859 lugares)
Site: www.torontofc.ca
Como se classificou: campeão canadense de 2012
Técnico: Paul Mariner (ING)
Destaques: Danny Koevermans, Ryan Johnson, Ashtone Morgan, Torsten Frings, Miloš Kocić e Eric Hassli
Principais títulos: 4 campeonatos canadenses
Melhor participação: semifinal (2011/12)
Cotação Trivela: 5 estrelas 

SANTOS LAGUNA (MEX)

Club Santos Laguna S.A. de C.V.
Estádio: Territorio Santos Modelo (TSM Corona), em Torreón (30,000 lugares)
Site: www.clubsantoslaguna.com.mx
Como se classificou: campeão do Clausura  2012 da Primera División do México
Técnico: Benjamín Galindo
Destaques: Oribe Peralta, Carlos Quintero, Christian Suárez, Daniel Ludueña, Aarón Galindo e Oswaldo Sánchez
Principais títulos: 4 campeonatos mexicanos
Melhor participação: vice-campeão (2011/12)
Cotação Trivela: 5 estrelas

ÁGUILA (SLV)

Club Deportivo Águila
Estádio: Cuscatlán, em San Salvador (39,023 lugares)
Site: www.aguilaonline.com
Como se classificou: campeão do Clausura  2012 da Primera División de El Salvador
Técnico: Víctor Coreas
Destaques: Yaikel Pérez, Benji Villalobos e Luis Anaya
Principais títulos: 1 Copa dos Campeões da Concacaf e 15 campeonatos salvadorenhos
Melhor participação: campeão (1976)
Cotação Trivela: 1 estrela

É fácil perceber que Santos e Toronto não tiveram sorte no sorteio das chaves. O grupo é o único a contar com um representante da Primera División mexicana e outro da Major League Soccer (MLS), as duas competições mais fortes e que dividem a hegemonia na Concacaf. Como somente o campeão de cada chave avança, as duas partidas entre ambos serão os duelos mais esperados do grupo 1.

Na última edição da CCL o encontro entre as duas equipes na semifinal foi decidido com uma impiedosa goleada dos laguneros por 6×2. Para piorar a situação do TFC, os momentos dos clubes favorecem os aztecas, que mantém a boa fase no início do Apertura mexicano, enquanto os canadenses tiveram o pior início possível na MLS, com nove derrotas consecutivas, e hoje ocupam a lanterna de sua conferência, com chances remotas de vaga nos plaoyffs. A vaga continental só veio com o título do curto campeonato canadense, torneio no qual os Reds são os atuais tetracampeões.

Não falta ao Toronto, porém, qualidade no elenco, liderado pelo veterano artilheiro holandês Koevermans e pelo meia alemão Torsten Frings, e o fato do time não ter grandes chances na MLS pode servir de motivação. O Santos aposta suas fichas no bom entrosamento do grupo e no artilheiro Oribe Peralta, que vem de sua melhor temporada na carreira e foi peça fundamental da seleção mexicana que conquistou o inédito ouro olímpico.

Já o Águila deve servir como fiel na balança do grupo. Após a conquista do Clausura que pôs fim ao jejum de seis anos sem vencer o nacional, o clube de San Miguel perdeu seus principais destaques para rivais domésticos, como o zagueiro brasileiro Gláuber da Silva,que acertou com o Once Municipal, e o atacante panamenho Nicolás Muñoz, que reforçou o Isidro Metapán. As esperanças estão depositadas no atacante cubano Yaikel Pérez, trazido do Alianza (SLV).