A atitude dos jogadores do Flamengo de entrar em campo sem as crianças no clássico contra o Vasco, pelo Campeonato Carioca, foi uma das vergonhas que o time passou no domingo. Mesmo sendo criticada por muita gente importante, como Zico, maior ídolo rubro-negro, pelos rivais e até pelos próprios torcedores do clube, a ideia foi aprovada pela diretoria, que afirmou não saber do fato antes de acontecer, mas que gostou e farão de novo. O mais curioso nessa história é que ainda que ela envolva crianças, foram os jogadores e os dirigentes que agiram de forma inconsequente.

LEIA TAMBÉM: Garotinha de quatro anos comanda os gritos dos ultras do Alcorcón com um megafone

Como resposta a essa postura dos atletas rubro-negros e com o intuito de diminuir a dor dos pequenos flamenguistas que não puderam entrar em campo com seus ídolos, Mario Cortez, presidente do Nacional, levou cinco dos 11 meninos para entrar com o time manauense na partida contra o Dom Bosco, pela Copa do Brasil. Eles tiveram a oportunidade de entrar de mãos dadas com os jogadores vestidos com a camisa do clube do coração, o Flamengo, para que não perdessem sua identidade. “Foi legal, mas não é a mesma coisa que entrar com o Flamengo”, disse Gabriel Evangelista, de oito anos.

Ainda indignado sobre o episódio do final de semana, Rodrigo Santoro, pai de uma das crianças, explicou melhor a origem da situação: “O Paulo Victor e o Jorge, o lateral esquerdo, cumprimentaram as crianças antes, mas o Wallace entrou com aquela bandeira super antipático e contaminou o restante do grupo. Ele entrou olhou pra trás como ‘está todo mundo aqui’ e saiu correndo e os outros jogadores não entenderam nada e correram também”.

O Nacional mostrou que sua grandeza vai além das taças que guarda. O clube acumula 42 títulos estaduais, 25 a mais que o rival Rio Negro, e tem o posto de maior campeão do Amazonas. E, embora tenha tido uma atitude louvável, acabou empatando por 1 a 1 e sendo eliminado da competição, já que precisavam reverter um placar de 2 a 0 obtido fora de casa. Confira os lances da partida: