O Borussia Dortmund mostrou uma enorme capacidade ofensiva diante de um adversário que era difícil. O Bayer Leverkusen visitou o Signal-Iduna Park e foi goleada. O placar de 4 a 0 foi construído com naturalidade, que é o que mais assusta. Mais do que apenas a vitória, os aurinegros se impuseram com muita autoridade diante de um adversário que ainda não tinha perdido. A primeira derrota dos Aspirinas na Bundesliga certamente doeu. A torcida da Muralha Amarela saiu satisfeita com Marco Reus, o capitão do time e destaque também do jogo, com dois gols.

O Dortmund entrou em campo depois da data Fifa com uma dupla que já tinha atuado junta no jogo contra a Irlanda do Norte, pela seleção alemã: Julian Brandt, que começou aberto pelo lado esquerdo, e Marco Reus, jogando pelo meio. Além deles, o ataque tinha ainda Jadon Sancho pela direita e Paco Alcácer centralizado, mais à frente. Mas não foram só os jogadores de ataque que brilharam ofensivamente. O time contou ainda com Axel Witsel bastante participativo e com Thomas Delaney bastante seguro, ambos segurando as pontas pelo meio.

Na defesa, Raphael Guerreiro não só brilhou pela lateral esquerda, como fez um dos gols. Achraf Hakimi, o lateral pela direita, fez o passe para um dos gols. Manuel Akanji e Mats Hummels tiveram atuações seguras, assim como o goleiro, Roman Bürki. Reus acabou sendo o destaque individual, mas o grande destaque do time foi o aspecto coletivo que a equipe demonstrou ao longo da partida. E isso é um mérito que o Dortmund mostrou em seus melhores momentos na temporada passada. Será preciso manter isso em jogos assim, grandes, para seguir na disputa pela taça.

O placar foi aberto aos 28 minutos do primeiro tempo. Achraf Hakimi retomou a bola pela direita e cruzou para a área. O centroavante Paco Alcácer completou de primeira e fez 1 a 0. Foi o placar do primeiro tempo. Aos cinco minutos do segundo tempo, veio o segundo. Mais uma vez, bola retomada, ataque rápido com Jadon Sancho pela direita, que cruzou rasteiro, Alcácer fez o corta-luz e Marco Reus tocou no canto para marcar 2 a 0.

Os 2 a 0 eram de um bom domínio do Dortmund, mas no final do jogo o placar se alongou ainda mais. Aos 37 minutos, Sancho mais uma vez foi bem lançado pela direita e o ponta foi à linha de fundo para cruzar rasteiro. A bola ainda foi desviada pelo goleiro, para sobrou para Raphael Guerreiro, dentro da área, finalizar e marcar 3 a 0. O jogo estava ganho àquela altura. Mesmo assim, veio mais. Novamente pela direita, mas desta vez com Jacob Bruun Larsen, que recebeu pela direita, cruzou rasteiro e Reus tocou para o gol vazio: 4 a 0.

O Leverkusen, inerte, não parecia capaz de reagir a qualquer um dos gols. Se depois do segundo gol o time visitante já sofria, no segundo tempo esses últimos minutos foram golpes de misericórdia do Dortmund, que jogava melhor e se impunha com uma velocidade alucinante. E, assim, conseguiu a sua terceira vitória em quatro jogos – perdeu uma, para o Union Berlim.

Veja como está a classificação da Bundesliga:

Standings provided by Sofascore LiveScore

Veja os gols: