A quarta rodada da Premier League interromperia os 100% de aproveitamento de uma das equipes que começaram a temporada voando. Watford e Tottenham se enfrentavam em Vicarage Road, com o favoritismo pendendo aos visitantes, depois do que aconteceu em Old Trafford. E parecia que os Spurs acompanhariam Liverpool e Chelsea no topo da tabela, até os Hornets iniciarem uma reação faminta pela vitória. Sob os olhares de Sir Elton John, tão marcante na ascensão do clube, os anfitriões buscaram uma emocionante virada por 2 a 1. Resultado que torna mais um início de campeonato empolgante aos londrinos: pela primeira vez na história, o Watford vence os seus primeiros quatro compromissos na elite do Campeonato Inglês. De quebra, a agremiação nunca tinha derrotado o Tottenham em jogos válidos pela Premier League até então. É para celebrar demais.

Depois da sensação causada por Marco Silva no início da Premier League passada, o Watford caiu de rendimento na virada dos turnos, mas Javi Gracia tomou as rédeas para evitar um prejuízo maior. Ainda assim, os Hornets pareciam ter uma equipe para o meio da tabela em 2018/19, se muito. Apesar de algumas apostas interessantes, a janela de transferências não foi muito prodigiosa, por mais que o dinheiro tenha entrado com as vendas de Richarlison e Nordin Amrabat. Mas é confiando naqueles que já estavam no grupo que os londrinos conseguem se sair tão bem. Roberto Pereyra, em especial, vai brilhando na equipe. E na frente, por todo o seu empenho e sua história no clube, Troy Deeney é daqueles caras para serem reconhecidos como um dos maiores da história da agremiação. Neste domingo, particularmente, se sobressaiu.

Apesar das expectativas, o jogo em Vicarage Road teve um primeiro tempo fraco, no qual o Tottenham buscou mais o ataque e não teve grande eficiência. O melhor ficou guardado à intensidade da segunda etapa, principalmente depois que o Tottenham abriu o placar. Em lance de insistência, o cruzamento de Lucas Moura desviou em Abdoulaye Doucouré e acabou tomando o caminho das redes. O Watford, no entanto, trataria de responder logo. E criou uma série de jogadas perigosas, principalmente nas bolas paradas, chave para a vitória. Dois cruzamentos de José Holebas, o primeiro em cobrança de falta e o segundo em um escanteio, permitiram que Deeney e Craig Cathcart superassem os visitantes. Já nos instantes finais, os Spurs esboçaram sua reação, mas o empate não veio.

As vitórias anteriores do Watford aconteceram contra Brighton, Burnley e Crystal Palace. Não é um time que enche os olhos, mas parece ter se acertado em relação ao final da última temporada e sabe fazer o seu jogo. De certa maneira, a apresentação deste domingo lembrou o Burnley da temporada passada, uma equipe que sabe travar os adversários e aproveitar suas ocasiões. Talvez não seja suficiente para durar tanto rumo à Liga Europa, mas o início torna a estadia tranquila na Premier League mais palpável. E, pela grandeza do que os Hornets fazem, a torcida está em seu direito de comemorar bastante. O Watford é o terceiro colocado, atrás de Liverpool e Chelsea apenas no saldo de gols. Já o Tottenham, com nove pontos, foi ultrapassado pelo Manchester City e caiu à quinta posição.


Os comentários estão desativados.