O PSV atravessa um período de mudanças, entre as novas apostas do técnico Mark van Bommel e a saída de jogadores importantes – com menção principal a Luuk de Jong, referência ofensiva do time durante os últimos anos, que seguiu ao Sevilla. Classificados à Champions League, os holandeses tiveram um sorteio difícil na Rota da Liga, encarando o Basel logo na segunda fase preliminar. E a vitória na partida de ida dentro do Estádio Philips, nesta terça-feira, já serve para forjar o caráter dos Boeren diante da reformulação. Os anfitriões arrancaram uma agonizante virada por 3 a 2 nos minutos finais. Tomaram o segundo gol dos suíços aos 34 do segundo tempo e conseguiram reverter a situação nos acréscimos.

Principal contratação do PSV nesta janela, o promissor Bruma deixou os holandeses em vantagem aos 14 minutos de jogo, aproveitando um rebote do goleiro. Entretanto, Albian Ajeti empatou graças a um contra-ataque pouco antes do intervalo e Omar Alderete Fernández deu a vantagem ao Basel aos 34 do segundo tempo, em potente cabeçada. A esta altura, tentar o empate já parecia péssimo aos holandeses, considerando o peso dos gols fora de casa. A virada aliviaria a equipe de Mark van Bommel.

A reação começou aos 44 do segundo tempo. Em meio à pressão para encontrar uma brecha dentro da área, Steven Bergwijn fez o cruzamento e encontrou Sam Lammers pronto para cabecear. Após o empate, o PSV continuou em cima e alcançaria a vitória aos 47. O goleiro Jonas Omlin tentava evitar o pior, mas não teve o que fazer a partir de um escanteio curto cobrado na direita. Érick Gutiérrez fez o cruzamento rasteiro para o meio do pagode e Donyell Malen apareceu sozinho, para completar de letra. Golaço tão bonito quanto emocionante.

O reencontro das equipes acontece em 30 de julho, na Basileia. Antes disso, o PSV já inicia a temporada do futebol holandês. No sábado, 27, pegará o Ajax pelo Johan Cruyff Shield – a Supercopa local. Os Godenzonen entrarão na Champions apenas na fase seguinte, encarando outra pedreira na Rota dos Campeões: o PAOK, que faturou o título grego após três décadas.

Nos demais jogos desta terça-feira pela segunda fase preliminar da Champions, nada de surpresas. Copenhague, Dinamo Zagreb e Apoel venceram os seus compromissos fora de casa contra adversários mais fracos – The New Saints, Saburtalo Tbilisi e Stujeska, respectivamente. Já no outro embate equilibrado, o Viktoria Plzen empatou em casa com o Olympiacos por 0 a 0.