A zebra passeou nesta última rodada do Grupo G, que valia pouco para os dois primeiros colocados, Real Madrid e Roma, mas valia muito para CSKA Moscou e Viktoria Plzen. E justamente os dois times que ainda tinham algum interesse no jogo venceram. Em pleno estádio Santiago Bernabéu, o CSKA Moscou fez 3 a 0 no Real Madrid, que usou reservas; já o Viktoria Plzen, em casa, bateu a Roma por 2 a 1. Os tchecos ficaram com a vaga na Liga Europa nos critérios de desempate.

LEIA TAMBÉM: Champions na Trivela #5: Tottenham, PSG e Liverpool avançam; Inter e Napoli eliminados

 

O Real Madrid entrou em campo classificado para as oitavas de final da Champions League e, por isso, com um time com muitos reservas. Odriozola na lateral direita, Jesús Vallejo e Javi Sánchez na zaga e só um titular na linha defensiva, Marcelo na lateral esquerda. Atrás deles, o goleiro titular, Thibaut Courtois. No meio-campo, mais dois reservas: Marcos Llorente e Federico Valverde. No ataque, por fim, Karim Benzema, titular, com Marco Asensio e o brasileiro Vinicius Júnior, titular pela primeira vez na competição.

O jogo tinha um ritmo baixo, com o Real Madrid tentando suas melhores jogadas com Vinicius Júnior pela esquerda. Em uma delas, a bola sobrou para Asensio chutar no rebote e ele acertou a trave, quase no ângulo. A bola não entrou. Ao menos do lado merengue, porque do outro lado, as coisas esquentaram para o time russo.

Aos 37 minutos, em um bonito chute, Fedor Chalov marcou 1 a 0 para o CSKA Moscou. Antes que os torcedores do Real Madrid pudessem imaginar o que o time poderia fazer para melhorar, aos 43 minutos, os russos ampliaram com Georgy Schennikov. Foi o placar do primeiro tempo.

O técnico Santiago Solari já voltou com Gareth Bale no lugar de Karim Benzema na volta do intervalo, mas a troca teve pouco efeito. Os torcedores, que deixaram muitos espaços vazios no Santiago Bernabéu, viram um time apático e sem muitas ideias. Vinícius Júnior tentou um ou outro lance, mas o Real Madrid seguia sendo um time pouco efetivo.

Aos 28 minutos, o CKSA surpreendeu ainda mais: fez 3 a 0, com Arnór Sigurdsson (que não é aquele, que joga no Everton). Nem com todas as alterações o time conseguiu melhorar e, pouco a pouco, o caráter melancólico ficou ainda maior no Bernabéu. Algumas vaias pintaram, difusas, em um time que não tinha uma referência em campo. Bale certamente não foi. Toni Kroos, que entrou no segundo tempo, também não foi.

O Real Madrid deixa o gramado perdendo mais um jogo – na verdade, perdeu os dois jogos do CSKA Moscou na Champions. Foram as únicas vitórias do time russo na fase de grupos. O Viktoria Plzen, que venceu a Roma, fica com a vaga na Liga Europa pelos critérios de desempate.

E foi uma vitória muito comemorada. Diante de uma Roma pouco interessada e também com muitos reservas, o Viktoria Plzen conseguiu uma vitória por 2 a 1. Marcou o primeiro aos 17 minutos, com Jan Kovarik, mas tomou o empate com Cengiz Ünder, aos 23. Pouco depois, aos 27, marcou o gol da vitória com Tomas Chory. Segurou bravamente o resultado até o final – enquanto a Roma, sem nenhuma bravura, manteve o resultado também igual sem apresentar um futebol decente.

No fim, o Real Madrid fica com o primeiro lugar do grupo, com 12 pontos. Venceu dois dos seus adversários na ida e na volta – no caso, Roma e Viktoria Plzen – e perdeu as duas do CSKA Moscou. Poderia ser definido como irregularidade. A Roma fica em segunda com nove pontos, com Vitkoria Plzen e CSKA Moscou empatados com sete pontos e os tchecos em vantagem pelo confronto direto.


Os comentários estão desativados.