Esperava-se que o Barcelona pudesse trazer algum reforço para incrementar seu elenco na reta final da temporada, sobretudo após a lesão de Luis Suárez. A janela de transferências se fecha e, até o momento, a grande “novidade” dos blaugranas se concentra mesmo no retorno de Ousmane Dembélé. Não quer dizer que a diretoria blaugrana ficou parada. O clube se voltou bem mais ao futuro. Depois de acertar o empréstimo de Matheus Pereira junto à Juventus, rumo ao Barça B, nesta sexta-feira os catalães confirmaram os acréscimos Francisco Trincão e Matheus Fernandes para a próxima temporada. O ex-palmeirense poderá se aclimatar à Espanha e ficará os próximos seis meses emprestado ao Valladolid.

Pouco utilizado pelo Palmeiras nos últimos meses, Matheus Fernandes é quem mais chama atenção do público brasileiro. Revelado pelo Botafogo, o volante conquistou o Brasileiro Sub-20 em 2016. Alçado aos profissionais, apresentou um bom nível e figurou entre as revelações do elenco a partir de 2017, quando participou da histórica campanha na Libertadores. Permaneceu como titular absoluto no ano seguinte e levou os alviverdes a desembolsarem €4 milhões. No entanto, o garoto mal apareceu nas escalações de Felipão e só ganhou uma mínima sequência no final do Brasileirão, com Mano Menezes.

A contratação do Barcelona se explica mais por um trabalho de acompanhamento e de avaliação do potencial, feito desde os tempos de Botafogo, do que propriamente por aquilo que Matheus apresentou nos últimos 12 meses. Não à toa, os blaugranas desembolsaram €7 milhões no negócio, com mais €3 milhões possíveis em bônus. O jovem de 21 anos se juntará ao elenco a partir de julho, mas pode ser emprestado ou levado ao time B. Com bom porte físico e capacidade na marcação, além do trato na saída de bola, possivelmente é visto como alternativa de médio prazo a Sergio Busquets. Ao setor, o Barça também possui o jovem Oriol Busquets aproveitando seu empréstimo ao Twente.

Já o maior investimento que o Barcelona faz é em Francisco Trincão. O português de 20 anos custará €31 milhões aos cofres blaugranas e também chegará ao Camp Nou a partir da próxima pré-temporada. A quem acompanha as seleções de base de Portugal, o talento do atacante não é novidade. Jogando na ponta direita, ele teve um desempenho fenomenal no Campeonato Europeu Sub-19 de 2018. Com capacidade criativa e faro de gol, comandou a campanha do título ao lado do companheiro Jota. Habilidoso, costuma fazer muitas jogadas partindo em diagonal.

Trincão não rendeu tanto no último Mundial Sub-20, no qual a seleção portuguesa decepcionou. Por outro lado, se firma na equipe principal do Braga. Depois de algumas aparições esparsas, o ponta ganhou a titularidade neste mês de janeiro e explica a subida de produção dos arsenalistas desde que o técnico Rúben Amorim assumiu. Teve boas atuações pelo Campeonato Português, além de contribuir à conquista da Taça da Liga na última semana. Serão mais poucos meses para que a torcida bracarense aproveite seu prodígio, embora não reclame das cifras desembolsadas pelo Barcelona.

Ao lado do Real Madrid, o Barcelona faz uma disputa no mercado olhando ao ponto futuro. Por mais que o time principal não ande bem, depois de algumas apostas altíssimas que não se pagaram, o clube tem preferido gastar menos para tentar acertar em cheio nos próximos anos. Neste sentido, pela margem de evolução, Matheus Fernandes e Trincão se tornam boas escolhas, mesmo com um preço alto por aquilo que já produziram até o momento. Os blaugranas só não podem se esquecer que uma crise no time de cima também atrapalha a afirmação desses garotos. E há algumas necessidades na equipe de Quique Setién.