É um tanto clichê dizer que o futebol é um esporte que permite resultados surpreendentes. Indo além da frase feita, o fato do placar ser baixo dá mais margem a surpresas, o que eventualmente acontece. Na Espanha, o fim de semana teve uma. E bem grande. O Reus, um pequeno time catalão que joga a segunda divisão da Espanha, venceu um dos times mais badalados da liga, o Málaga, por 3 a 0 e fora de casa.

LEIA TAMBÉM: Dom Quixote foi homenageado pelo Getafe em um bandeirão, antes do duelo com o Barça

A semana foi terrível para o Reus, clube que fica em cidade homônima a 115 quilômetros de Barcelona, na Catalunha. Cinco jogadores deixaram o clube por causa dos salários atrasados, entre eles o goleiro titular e o capitão Edgar Badia. O elenco do Reus só tinha 12 jogadores disponíveis para o jogo contra o Málaga no fim de semana. Os jogadores pediram ajuda ao sindicado para que a partida fosse cancelada, mas a partida foi disputada.

No dia anterior, na coletiva de imprensa antes do jogo, o técnico do Reus, Xavier Bartolo, fez críticas às tentativas de cancelar a partida e que não toleraria nenhum tipo de protestos que colocasse em risco a competitividade da equipe. E o time foi muito mais do que competitivo. Foi absolutamente preciso, venceu por 3 a 0 e conquistou três pontos em um dos campos mais difíceis na segunda divisão da Espanha.

Borja Herrera, Gus Guedes e Querol marcaram os gols e, ironicamente, este último pode deixar o clube também por atrasos de salários. O dono do clube, Joan Oliver, quando falou pela última vez, admitiu que não sabia quando poderia fazer os pagamentos devidos. A vitória foi incrível, mas a ameaça ainda é real de o clube ter que deixar a liga com 21 times. O Reus sobrevive. Por enquanto.