San Miguel de Tucumán aparece entre as cinco maiores cidades da Argentina, um dos principais polos do interior do país. Entretanto, desde 2010 a população local não contava com um clube na primeira divisão nacional. O ápice do futebol tucumano  aconteceu entre as décadas de 1970 e 1980, quando os dois principais clubes da cidade disputavam a primeira divisão. Entretanto, a fonte secou a partir dos anos 1990. Mas o Atlético Tucumán voltou a dar alegrias para a sua torcida nesta temporada, confirmando o acesso à elite do Campeonato Argentino neste final de semana.

VEJA TAMBÉM: Tevez: “Pensei em disputar de novo a final da Copa Argentina. Dói ganhar assim”

Sobrando na tabela, o Atlético Tucumán abriu 15 pontos de vantagem na liderança, impossível de ser alcançado. Assegurou a volta para a primeira divisão com uma bela goleada por 5 a 0 sobre o Los Andes. E também com uma enorme festa no Estádio Monumental José Fierro, com capacidade para 32,7 mil torcedores. Diante do momento histórico, os albicelestes prepararam um “recibimiento” digno de Libertadores ao Decano, com direito a papel picado, bobinas e foguetes. Já depois da partida, os fanáticos ainda fizeram questão de invadir o campo para comemorar com os jogadores. Alegria efervescente, que estará presente na elite a partir de 2016.

Já a outra vaga do acesso ao Campeonato Argentino deverá ser disputada entre o segundo, o terceiro, o quarto e o quinto colocado da Primera B. Atualmente, estão no páreo Patronato, Ferro Carril, Deportivo Santamarina e Instituto.