Há quem diga que não existe golaço de falta. Os torcedores presentes no Audi Field, na quarta-feira à noite, certamente discordam. Foi com um gol de falta de Wayne Rooney que o DC United venceu o Toronto, atual campeão da MLS, por 1 a 0. Com isso, está muito próximo de uma vaga na fase de playoffs. Com dois jogos restantes para o fim da temporada regular, o time da capital dos Estados Unidos precisa de uma vitória para garantir sua classificação.

VEJA TAMBÉM: Sobrou categoria neste golaço de falta de Harry Wilson pela seleção galesa

Aos 17 minutos do primeiro tempo, Rooney, capitão e camisa 9 do time, cobrou falta com categoria e abriu o placar para o DC United. Um chute com muita curva, que levou o estádio a muita festa. O gol acabou sendo o único da partida, ainda que o DC United tenha acertado a trave duas vezes tentando ampliar o placar.

Foi o sexto gol de Rooney nos últimos cinco jogos – 10 gols desde que ele chegou ao clube, em julho, em 16 jogos no total. O DC United entrou na zona de classificação ao playoff no sábado, quando venceu também por 1 a 0 o Dallas. Com a vitória desta quarta-feira sobre o Toronto, o time abre quatro pontos de diferença para o Montreal Impact, rival na briga por um lugar na próxima fase. Além disso, está a apenas um ponto do Columbus Crew, quinto colocado na Conferência Leste.

“Eu apenas pensei em dar uma chance e ver o que acontece”, afirmou Ronney, depois do jogo, perguntado sobre a cobrança de falta que deu a vitória ao DC United. “Felizmente, eu peguei perfeitamente na bola. No fim, eu tomei a decisão certa”, continuou o jogador. O zagueiro Steve Birnbaum contou que esperava o cruzamento. “Estava bem longe, eu estava pensando ‘ele definitivamente vai cruzar’”, afirmou. “E então eu o vi correndo e batendo na bola. Foi inacreditável. Estava tão longe que não achei que ele tinha colocado tanta força”.

O técnico do DC United, Ben Olsen, disse que o mérito é todo de Rooney, que decidiu por isso. “É completamente mérito de Wayne naquele momento. Eu não dei a ele qualquer sinal com as mãos. Foi decisão dele. Ele ganhou esse direito porque eu vi isso de forma consistente. Eu tenho que olhar de novo, como foi espetacular. No tempo real, foi realmente impressionante”, disse o técnico.

“Eu definitivamente estava esperando que ele chutasse, mas aquela finalização foi da mais alta classe. Eu estava sorrindo de orelha a orelha. Foi um grande gol de um jogador de nível mundial”, afirmou Nick DeLeon, defensor do DC United.

No próximo domingo, o DC United joga com o New York City, em um jogo que pode selar a classificação do time aos playoffs. O time de Nova York é o terceiro colocado na Conferência Leste.

Veja o belo gol de Rooney: