Holanda e Itália entraram em campo nesta terça-feira em amistoso em Amsterdã. Os italianos aproveitaram o momento de instabilidade holandesa para vencer por 2 a 1, mesmo com um time bastante modificado. O técnico Gian Piero Ventura aproveitou a ocasião para fazer testes na equipe e um deles foi justamente no lugar de uma lenda. Gianluigi Donnarumma estreou como titular, tornando-se o goleiro mais jovem no 11 inicial da Azzurra na história: 18 anos e 31 dias.

LEIA TAMBÉM: Com gol e homenagem, retorno de Ronaldo à Ilha da Madeira foi quase perfeito

A Holanda foi comandada pelo auxiliar Fred Grim, 48 horas depois da demissão de Danny Blind do cargo de técnico da Oranje. Ventura aproveitou para levar a campo alguns jogadores que não são titulares, como o atacante Eder, brasileiro naturalizado italiano, o zagueiro Romagnoli, os laterais Zappacosta e Darmian, além do goleiro Donnarumma. Isso tudo em uma formação diferente: o 3-5-2 que o time se acostumou a jogar na Eurocopa de 2016.

O técnico interino da Holanda até teve sorte. Quincy Promes entrou tabelando com Klaasen, chutou e a bola desviou duas vezes antes de morrer no fundo do gol da Itália. A virada veio rápido. A defesa da Holanda afastou mal com Wesley Hoedt, Eder pegou a sobra e chutou forte, no canto, empatando o jogo.

Logo depois, em um ataque rápido, Zappacosta, lateral pela direita, chutou forte, a bola desviou para escanteio. Do lance, Marco Parolo cabeceou, o goleiro Jeroen Zoet defendeu e a sobra ficou com Leonardo Bonucci, que finalizou na pequena área, como se fosse centroavante. Virada para 2 a 1 para a Azzurra.

A Itália de Gian Piero Ventura é um time surpreendente, que opta por atacar muito e de forma feroz. Neste jogo, particularmente, teve mais chances de vencer que a Holanda. Mas no segundo tempo, com as alterações, viu a Holanda se tornar perigosa, especialmente depois que Wesley Sneijder, veterano e capitão do time holandês, entrou em campo. Ele finalizou duas vezes com muito perigo, exigindo ótimas defesas de Donnarumma. Um veterano fez o goleiro novato ter que mostrar serviço.

A melhor chance italiana veio pelos pés de um estreante. Leonardo Spinazzola, meia da Atalanta, que entrou no lugar de Zappacosta, teve uma ótima chance, finalizou cruzado, com força, mas o goleiro Zoet fez uma boa defesa. Foi a estreia do jogador pela seleção. A vitória, no fim, tem pouca importância enquanto resultado. O que é positivo é que Ventura pode ver em campo alguns jogadores que podem ser úteis no caminho rumo à Copa. É o que se espera da Itália. Para a Holanda, é preciso encontrar um caminho rapidamente. A começar por um técnico. Porque não há tempo a perder para o time buscar, ainda, a classificação.