Com muita vontade e atuação decisiva de seus principais jogadores, Robin van Persie – que marcou três gols -, Aaron Ramsey e Theo Walcott, o Arsenal conseguiu virar um jogo difícil contra o Chelsea e vencer por 5 a 3 em pleno Stamford Bridge, casa dos Blues, em Londres.

Logo no segundo minuto do primeiro tempo, o Chelsea criou um lance de perigo. Johan Djourou tentou proteger a bola, mas Ashley Cole tomou a frente e fez o cruzamento, mas a zaga tirou para escanteio.

Depois, foi a vez do Arsenal. Os primeiros minutos estavam abertos e pela esquerda o Arsenal chegou com Gervinho, que tocou para o centro e o lateral Ashley Cole rasgou dali.

Pouco depois, novamente em jogada pela esquerda, o Chelsea chegou com Cole, que foi à linha de fundo, fez o toque para trás onde Juan Mata armou o chute, mas a zaga chegou a tempo de impedir o espanhol de finalizar. O Chelsea era mais perigoso.

O caminho era pelas laterais. Aos quatro minutos, Daniel Sturridge aproveitou o buraco deixado por André Santos, entrou na área e tinha Fernando Torres livre pelo meio, mas passou errado a bola e o goleiro Wojciech Szczesny ficou com ela.

Com 11 minutos de jogo, o Arsenal criou uma excelente chance. Walcott recebeu bela direita, ganhou na velocidade dando um drible da vaca em Ashley Cole, cruzou rasteiro para Gervinho, livre, leve e solto pelo meio, tocar de primeira para fora.

Foi com Walcott de novo pela direita que veio a segunda boa chance do Arsenal no jogo. Ele recebeu e cruzou pelo alto para a esquerda, onde achou Robin van Persie, que finalizou de primeira pelo alto, mas mandou para fora.

A resposta do Chelsea foi cruel. Em um lançamento longo para a direita, Juan Mata dominou bonito, cortou André Santos com facilidade e cruzou para a área. Frank Lampard, pouco à frente da marca de pênalti, se abaixou para cabecear livre e levantar o grito de gol nas arquibancadas do Stamford Bridge. Chelsea 1 a 0.

Aos 28 minutos, lançamento de primeira de Lampard para Sturridge na direita, nas costas da defesa. Ele ajeitou o corpo para chutar de canhota e acabou mandando para fora.

O Chelsea era melhor no jogo, mas o Arsenal conseguiu chegar ao ataque aos 36 minutos. Em um passe de morte, como diriam os portugueses, Aaron Ramsey achou Gervinho livre no meio da defesa do Chelsea, livre, na cara de Petr Cech. Ele rolou para o lado, onde Van Persie, livre, só tocou para o gol vazio. Era o empate em Stamford Bridge: 1 a 1.

Aos 38, Ramirez fez gato e sapato de André Santos, cruzou rasteiro para Sturridge desviar e tocar para a rede. Só que o auxiliar anulou o gol por impedimento – que o replay mostrou ter sido muito bem marcado.

Em uma cobrança de escanteio na marca de 45 minutos, Lampard colocou na área, Per Metersacker não marcou Terry, que se antecipou e tocou para as redes. Os Blues voltavam a ficar na frente no final do primeiro tempo.

No início da segunda etapa, o galês Ramsey foi novamente decisivo. Ele fez ótimo passe para o lateral André Santos aparecer onde vai melhor: no ataque. O brasileiro recebeu e finalizou por baixo das pernas de Cech para igualar o marcador.

Em uma falha defensiva do Arsenal, o Theo Walcott caiu, ninguém tomou a bola dele e ele levantou e passou por John Terry e Branislav Ivanovic como se não tivesse ninguém na frente, finalizando com força para marcar 3 a 2, virando o jogo. Belo gol do Arsenal no Stamford Bridge.

O gol afetou a defesa dos Blues, que dava muito espaço e passou a ficar ainda mais desorganizada. Com isso, Walcott e Ramsey aproveitaram para trocar passar e o galês, dentro da área, quase marcou o quarto.

Aos 35 minutos, porém, André Santos saiu jogando errado, Raúl Meireles recuperou a bola, tocou para Juan Mata, que bateu para o gol, com curva, para acertar o ângulo e empatar o jogo em 3 a 3. Belíssimo gol do espanhol.

Só que a defesa do Chelsea apresentava problemas graves. Em um recuo terrível de Florent Malouda para John Terry, no contrapé do jogador, e o zagueiro escorregou e a bola sobrou livre para Van Persie. O atacante foi preciso: esperou a hora certa para driblar Petr Cech e tocar para o gol vazio: 4 a 3 para os Gunners, aos 40 minutos.

No final do jogo, o Chelsea tentou o sufoco dentro no ataque, mas o Arsenal recuou no jogo. O time de Arsène Wenger esperava para um possível contra-ataque que definiria o confronto àquela altura. E ele veio. Aos 46, Mikel Arteta tocou na esquerda para Van Persie, no mano a mano com a defesa. Ele nem precisou driblar: recebeu e soltou uma bomba de pé esquerdo para marcar 5 a 3 para o Arsenal, com hattrick do atacante holandês, capitão e principal jogador do time. Atuação histórica do camisa 10 gunner.

No fim, vitória Gunner por 5 a 3, com o Arsenal subindo para 16 pontos e em sexto lugar na tabela. O Chelsea continua com 19, mas pode ser passado pelo Newcastle, que joga na segunda-feira e tem o mesmo número de pontos.

Confira os jogos da décima rodada do Campeonato Inglês:

Sábado, 29/out
Everton 0x1 Manchester United
Chelsea 3×5 Arsenal
Manchester City x Wolverhampton
Norwich x Blackburn
Sunderland x Aston Villa
Swansea x Bolton
Wigan x Fulham
West Bromwich x Liverpool

Domingo, 30/out
Tottenham x QPR

Segunda-feira, 31/outStoke x Newcastle