Com golaços de Kaká e CR7, Real goleia e ratifica vaga

Apesar da derrota sofrida no jogo de ida, o APOEL não mudou sua postura contra o Real Madrid no Santiago Bernabéu. Desta vez, os cipriotas chegaram até mesmo a marcar dois gols, mas não evitaram a goleada por 5 a 2 para o time misto dos merengues. O ritmo da classificação foi ditado por Cristiano Ronaldo e Kaká, autores de duas pinturas. O desafio dos espanhóis nas semifinais da Liga dos Campeões é o Bayern Munique.

José Mourinho preferiu poupar alguns de seus principais jogadores, como Mesut Özil, Karim Benzema e Xabi Alonso. Kaká e Marcelo, de boa participação no jogo de ida, ganharam uma chance entre os titulares. Já Cristiano Ronaldo, faminto por gols, permaneceu no 11 inicial. Entre os cipriotas, a única mudança marcante aconteceu no gol, onde Urko Pardo substituiu Dionisios Chiotis.

Como era de se esperar, a pressão intensa do Real Madrid teve início quando a bola começou a rolar. Os cipriotas mais uma vez se esforçavam na proteção de sua área, mas cometiam erros primários na saída de bola. Foi assim que os merengues tiveram o primeiro bom lance, aos cinco minutos. Kaká roubou a bola perto do gol e tocou para Cristiano Ronaldo, que carimbou o goleiro Pardo.

Já o APOEL apostava nos chutões em direção a Aílton. Aos 20 minutos, os cipriotas assustaram. Após lançamento vindo da defesa, o atacante saiu no mano a mano com Sergio Ramos e, na entrada da área, o defensor fez o desarme no último momento possível.

Foram 25 minutos até que o Real Madrid conseguisse abrir o placar, na sétima finalização da equipe na partida. Marcelo cruzou da esquerda e Cristiano Ronaldo apareceu na segunda trave, completando com o joelho para as redes. Quatro minutos depois, o APOEL chutou pela primeira vez ao longo das duas partidas, em tiro de Hélio Pinto facilmente defendido por Iker Casillas.

Kaká já tinha demonstrado sua vontade aos 33 minutos, em chute de fora da área que passou ao lado da trave. Pouco depois, porém, o brasileiro não perdoou. Marcelo passou e, do bico esquerdo da grande área, o camisa 8 arrematou cirurgicamente, no ângulo, longe do alcance de Pardo. Kaká voltaria a aparecer aos 40, batendo da meia-lua e carimbando a trave cipriota.

Com dificuldades para penetrar o cerco feito pelo APOEL, o Real Madrid diminuiu o ímpeto ofensivo durante o início do segundo tempo, trabalhando mais a bola na intermediária. Do outro lado, os cipriotas se soltavam um pouco mais no ataque, arriscando principalmente de fora da área.

Aos 21 minutos, os visitantes conseguiram explorar a marcação adiantada dos blancos em um contra-ataque, chegando ao primeiro gol. Aílton deu belo passe para Gustavo Manduca, que tocou na saída de Casillas e diminuiu a diferença. E por pouco não marcaram o segundo, cinco minutos depois. Constantinos Charalambides arrancou pela direita e bateu cruzado. Com a ponta dos dedos, Casillas desviou para escanteio.

Cristiano Ronaldo trataria de evitar qualquer surpresa ao marcar o terceiro gol, aos 30 minutos. Kaká sofreu falta na lateral esquerda do ataque. Mesmo com vários companheiros esperando o cruzamento, CR7 resolveu chutar direto para o gol e mandou a bola no ângulo de Urko Pardo. Foi o oitavo gol do português em oito partidas na LC nesta temporada.

Saído do banco de reservas, José Callejón marcou o quarto gol dos merengues aos 34 minutos. O espanhol dominou no peito, limpou a marcação e chutou rasteiro para estufar as redes. Três minutos depois, o APOEL ainda faria o seu segundo tento. Com paradinha, Esteban Solari venceu Casillas em cobrança de pênalti.

Entretanto, Ángel Di María não daria muito tempo à comemoração dos visitantes. De volta ao time após lesão, o argentino recebeu passe de Kaká, percebeu Pardo adiantado e, de fora da área, marcou belíssimo gol de cobertura. Di María ainda quase marcou novamente aos 41, no último lance de real perigo da partida. O próximo compromisso do Real Madrid na Champions acontece na Allianz Arean, no dia 17 de abril, quando faz o jogo de ida contra o Bayern.

Ficha técnica

Real Madrid 5×2 APOEL

Local: Santiago Bernabéu, em Madri (ESP)
Data: 4/abr, quarta-feira
Árbitro: Gianluca Rocchi (ITA)
Gols: Cristiano Ronaldo, aos 25’/1T; Kaká, aos 36’/1T; Gustavo Manduca, aos 21’/2T; Cristiano Ronaldo, aos 30’/2T; José Callejón, aos 34’/2T; Esteban Solari, aos 37’/2T; Ángel Di María, aos 39’/2T.
Cartões Amarelos: Savvas Poursaitides (APOEL)

Real Madrid
Iker Casillas, Sergio Ramos, Raphäel Varane, Pepe e Marcelo (José Callejón, no intervalo); Esteban Granero (Raúl Albiol, aos 19’/2T) e Nuri Sahin; Hamit Altintop, Kaká e Cristiano Ronaldo; Gonzalo Higuaín (Ángel Di María, aos 8’/2T). Técnico: José Mourinho.

APOEL
Urko Pardo, Savvas Poursaitides, Paulo Jorge, Kaká e William Boaventura; Nuno Morais e Hélio Pinto (Marinos Satsias, aos 32’/2T); Gustavo Manduca (Aldo Adorno, aos 22’/2T), Marcinho e Constantinos Charalambides; Aílton (Esteban Granero, aos 24’/2T). Técnico: Ivan Jovanovic