O Tottenham caminhava para ficar em uma situação muito complicada na Champions League. Até os 33 minutos do segundo tempo, perdia do PSV, em Wembley, por 1 a 0. Com o empate entre Internazionale e Barcelona na outra partida do grupo, ficava a seis pontos da segunda colocação, com seis pontos em disputa. No entanto, Harry Kane chamou a virada e, com dois gols, ressuscitou a campanha dos Spurs.

Quando a fase é ruim, não tem jeito: as coisas não dão certo. E entre os problemas do Tottenham com lesões, o atraso do seu estádio e o eu treinador dando declarações malucas nas entrevistas coletivas, o PSV abriu o placar logo no primeiro minuto de jogo. Luuk de Jong subiu muito alto para completar cobrança de escanteio e colocar os donos da casa contra a parede.

O Tottenham não queria disputar esta partida em Wembley. Nem seus torcedores. Metade do estádio estava vazio, enquanto os ingleses batalhavam pela virada. E ela poderia ter vindo até mesmo em um primeiro tempo que os Spurs dominaram. Dele Alli ditava o ritmo do meio-campo como há muito não fazia e teve chance de deixar seu nome no placar.

Tanto antes quanto depois do intervalo, o goleiro Jeroen Zoet foi essencial para complicar a vida do Tottenham, com sete defesas. Pochettino não teve medo de ir para cima, quando, aos 30 minutos, trocou Aurier por Trippier e colocou Fernando Llorente no lugar de Son, povoando ainda mais a grande área. Deu certo: três minutos depois, Llorente ajeitou para Kane soltar a perna esquerda no canto de Zoet.

Já perto dos acréscimos, Alli soltou a bola em profundidade para Ben Davies, pela esquerda. O cruzamento encontrou Kane na segunda trave e, desta vez, o artilheiro deu sorte: tentou cabecear para o outro lado, mas a bola bateu na defesa e enganou o goleiro do PSV.

A situação do Tottenham ainda não é confortável, mas bem melhor. A três pontos da Internazionale, a chave está na próxima rodada, quando os italianos visitam Wembley. Os Spurs precisam vencer para, dependendo do placar, tentar carimbar a vaga no Camp Nou, contra o Barcelona, enquanto a Inter recebe o PSV, no San Siro.

.