Os feitos de Rayan Cherki, garoto de apenas 16 anos, nas categorias de base alimentaram as expectativas sobre o seu futuro, mas ele ainda não havia demonstrado todo seu potencial em um jogo entre adultos. Isso acabou neste sábado. TItular do Lyon na segunda rodada da Copa da França, liderou a vitória por 4 a 3 sobre o Nantes, com dois gols e duas assistências.

Cherki chamou a atenção em torneios de base, especialmente na Champions League sub-19. Anotou seu primeiro gol contra o Manchester City, quando tinha apenas 15 anos e um mês, e, nesta temporada marcou quatro vezes nas três partidas da fase de grupos. Não passou despercebido por Rudi García, que promoveu sua estreia no time principal contra o Dijon, na décima rodada da Ligue 1, e e havia lhe dado mais seis oportunidades, com menos ou mais minutos e um gol na Copa da Liga, antes do jogo deste sábado.

Ainda sem posição definida, Cherki é um meia-atacante que sabe fazer gols e compôs a linha ofensiva do Lyon com Bertrand Traoré, Martin Terrier e Moussa Dembélé, contra uma equipe do Nantes que repetiu nove titulares da vitória sobre o Saint-Étienne no último fim de semana.

E no primeiro minuto da sua segunda partida como titular do Lyon, abriu o placar com direito a drible sobre o goleiro, após passe de Terrier. Aos nove, já havia marcado o seu segundo completando de primeira o cruzamento de Traoré. Renaud Emond descontou para o Nantes, mas Cherki estava impossível.

Aos 37 minutos, lançou Terrier, que avançou até a área e tocou na saída do goleiro. Deu outro passe entre a zaga adversária na etapa final, permitindo que Moussa Dembélé, que havia perdido um pênalti, marcasse o quarto. O Nantes ainda deu um susto com dois gols nos minutos finais, mas o Lyon avançou, ansioso para ver mais do seu novo garoto-prodígio.

.

.

.

.

.