O Liverpool perdia um jogo maluco contra o Arsenal até os 49 minutos do segundo tempo, quando Divock Origi empatou em 5 a 5. Nos pênaltis, o atual campeão europeu avançou às quartas de final da Copa da Liga Inglesa. Uma vitória emocionante que criou um problema: quando encaixar o próximo duelo, contra o Aston Villa, em um calendário congestionado? E se uma boa resposta não for encontrada, o treinador Jürgen Klopp ameaçou não disputá-lo.

A agenda dos clubes ingleses é naturalmente mais ocupada, com uma copa nacional extra e a tradição de jogar muitas vezes no fim do ano. O caso atual do Liverpool é ainda pior porque ele disputará o Mundial de Clubes em dezembro – e já teve dois compromissos a mais no começo da temporada, com as Supercopas da Inglaterra e da Europa.

As quartas de final da Copa da Liga Inglesa estão marcadas para a semana que começa em 16 de dezembro. No entanto, o Liverpool terá a semifinal do Mundial de Clubes no dia 18 de dezembro e uma final ou disputa de terceiro lugar no fim de semana seguinte, em 21 de dezembro – quando deveria estar enfrentando o West Ham, pela Premier League, outro jogo que precisará ser reajustado.

“Se eles não encontrarem um lugar para nós, um lugar apropriado, não às três da manhã do dia de Natal, então não jogaremos”, disse Klopp. “Você tem que pensar nessas coisas. Se você tem um calendário em que um time não pode disputar todos os jogos, tem que pensar sobre isso. Espero que em algum momento isso comece a ser feito, talvez agora.

“Não seremos vítimas desse problema. Jogamos (contra o Arsenal) e queríamos ganhar. Se não encontrarem uma data apropriada para nós, então não poderemos jogar a próxima rodada e quem quer que seja nosso oponente (Aston Villa, sorteado depois da declaração) ou o Arsenal avançará. Não posso mudar isso”, disse.

Daqui até dezembro, os jogos do Liverpool no meio de semana são pela Champions League e um clássico contra o Everton (04/12), uma das partidas que será transmitida ao vivo pela Amazon Prime. Não há nenhuma outra data disponível em dezembro, com duelos previstos contra Bournemouth (07/12), Watford (14/12), Leicester (26/12) e Wolverhampton (29/12) pela Premier League.

O Liverpool começa janeiro contra o Sheffield United (02/01) em uma quinta-feira, encerrando a maratona do Campeonato Inglês. Mas logo no fim de semana seguinte, deve entrar em campo pela terceira rodada da Copa da Inglaterra. O meio de semana posterior está justamente reservado aos jogos de ida da semifinal da Copa da Liga Inglesa – com a volta marcada para o fim do mês de janeiro.

O mais provável é que o Liverpool dispute as quartas de final nesse meio de semana, em 7 ou 8 de janeiro, e, se vencer, faça sua eventual primeira partida semifinal em 14 ou 15 de janeiro.

Uma outra possibilidade é adiar o jogo da Copa da Inglaterra e ver se o Liverpool ganha ou não do Aston Villa. Em caso de derrota para o Villa, colocá-lo na semana da primeira perna da semifinal da Copa da Liga. Em caso de vitória, em algum momento antes da quarta rodada da FA Cup, marcada para o fim de semana de 25/26 de janeiro. Tudo isso torcendo para o Liverpool não empatar a terceira rodada da FA Cup, o que exigiria um replay, ou seja, um segundo jogo.

Lembrando que esta temporada inglesa será a primeira com uma pausa de inverno, em fevereiro. “A Football League está em discussões com o Liverpool para identificar uma data alternativa, devido à participação do clube no Mundial da Fifa”, disse um porta-voz da entidade que organiza a Copa da Liga, ao Liverpool Echo.

Alguma data deve ser encontrada para as quartas de final da Copa da Liga, nem que seja necessário empurrar os jogos com a barriga torcendo para o Liverpool ser eliminado de uma das copas nacionais. Mas Klopp, que já criticou o calendário do país em outras ocasiões, aproveitou a bagunça para apontar de forma contundente ao problema.