Com autoestima lá em cima, Braithwaite deseja ser um dos artilheiros de La Liga e afirma: “Ninguém trabalha como eu”

Antes de um feito existir concretamente, ele precisa existir em sua mente, e Martin Braithwaite parece já ter passado por esta etapa em sua missão pessoal. O atacante do Barcelona, contratação improvável que se tornou real devido às circunstâncias, tem grandes planos para sua passagem pela Catalunha – e uma autoconfiança igualmente elevada para alcançá-los. O dinamarquês vê-se com capacidade para se tornar um dos artilheiros de La Liga jogando pelo Barça.

[foo_related_posts]

Em entrevista ao veículo dinamarquês DR, Braithwaite falou sobre suas metas pessoais e explicou por que estando na equipe blaugrana elas se tornam possíveis. “Preciso ser titular na equipe e goleador. Quando você joga pelo Barcelona, você recebe muitas chances, então, sem dúvidas, eu me vejo marcando muitos gols e sendo um dos artilheiros da equipe e da liga. É para isso que estou aqui”, afirmou o dinamarquês.

Aos 28 anos, o atacante mostra saber o caminho das pedras e, por sua experiência pessoal, avalia estar no caminho certo para chegar a um patamar que ainda não alcançou na carreira.

“Preciso trabalhar duro e acreditar em mim mesmo. Em minha carreira até aqui, vi que, quando você trabalha bastante, você sempre é recompensado por isso. Agora, estou trabalhando mais duro do que nunca, então terei uma recompensa enorme”, projetou, otimista.

Braithwaite afirmou que não existe jogador que se esforça como ele e que voltará pronto para o restante da temporada: “Estamos em uma pausa, e vejo isso como uma vantagem. Sei que não tem ninguém que treina e trabalha como eu. Quando voltar, estarei física e mentalmente preparado”.

“(Minha passagem pelo Barcelona) Mal começou, e ainda não provei o que posso fazer. Sinto que fui bem inicialmente, mas também sei que posso fazer ainda melhor. Não vejo a hora de jogar novamente e sei que voltarei com tudo”, completou.

Martin Braithwaite, que estava no Leganés, foi contratado pelo Barcelona em fevereiro, por € 18 milhões, fora da janela de transferências. Uma regra de La Liga permitia aos clubes contratar atletas sem vínculo ou jogando na Espanha em caso de baixas significativas. Com elenco reduzido após a lesão de Ousmane Dembélé e, mais cedo, Luis Suárez, a organizadora do campeonato permitiu a chegada do dinamarquês.

Não fossem por estas circunstâncias, Braithwaite dificilmente teria uma oportunidade em uma equipe do calibre do Barça. Aos 28 anos, o atacante da seleção dinamarquesa já rodou bastante, tendo atuado nos últimos dois anos por Bordeaux e Middlesbrough, onde marcou apenas quatro e oito gols, respectivamente. Pelo Leganés, somava dez tentos em 43 jogos em La Liga. Agora, com a chance que lhe foi dada, parece ter ao menos a mentalidade certa para buscar provar seu valor.