Nesta quarta-feira, a federação colombiana desistiu da candidatura como sede da Copa do Mundo de 2014. A entidade encaminhou uma carta à Fifa na qual oficializou sua retirada da disputa. O país também manifestou seu apoio ao Brasil, agora candidato único para receber o Mundial daqui a sete anos.

Segundo comunicado divulgado no site oficial da federação colombiana, a decisão foi tomada apesar do aval do governo do país para sediar o Mundial. O Ministério da Fazenda e do Planejamento Nacional havia dado garantias de que seria capaz de obter os recursos necessários para organizar o torneio.

 

“A federação sempre viu o projeto como uma observação de possibilidades e, de certa maneira, observar em qual situação nos encontramos em termos de infra-estrutura esportiva. O exercício trouxe resultados confortantes. Primeiro, mostrou-nos o grande interesse do governo por futebol. Segundo, moveu os sentimentos do país e se tornou um tema nacional. Por último, pudemos saber onde nos encontramos e onde podem chegar nossas possibilidades de organização”, afirmou Luiz Bedoya Geraldo, presidente da entidade.

Pelo rodízio de continentes obedecido pela Fifa, a Copa de 2014 será realizada na América do Sul. Em novembro, após realizar uma série de vistorias, a Fifa deve anunciar qual será a sede do Mundial. Em 2010, o torneio será realizado na África do Sul.


Os comentários estão desativados.