Coisas mais marcantes que lemos hoje

Ministro que se diz perseguido, disputa entre São Paulo entra na briga por Dudu, o disputadíssimo Conca e uma retrospectiva do futebol sudaca em 2014

10 momentos marcantes do futebol sudaca em 2014

No excelente blog Meia Encarnada, de Douglas Ceconello no Globoesporte.com, uma lista com a retrospectiva de momentos marcantes do futebol sul-americano em 2014. Tem a polarização mineira no futebol brasileiro, o drama do América de Cali, tradicionalíssimo time colombiano, a Copa do Mundo devidamente pintada com cores e costumes sul-americanos e outros itens que valem a leitura.

Seis meses após a Copa, projeto da Arena Pantanal ainda não está pronto

Matéria de Vinicius Segalla, no UOL, fala sobre o estádio que recebeu a Copa do Mundo em Cuiabá, no Mato Grosso. São diversos motivos para preocupação. Só oito das 52 obras programadas. O resto ou está em andamento, ou foi cancelada. Há deterioração no estádio e o projeto paisagístico não ficou pronto. Um elefante branco que, ainda por cima, está incompleto.

Corinthians corre risco de perder Dudu para o São Paulo

Essa é do blog Bastidores FC, do excelente repórter Martin Fernandez, também no Globoesporte.com. Dudu era dado como certo no Corinthians, mas parece que a forma de pagamento complicou e o São Paulo saltou na frente. Se antes ele era certo no Corinthians e hoje não é mais, melhor ter cautela, mas as informações são bem apuradas nos dois clubes. A situação, hoje, é que Dudu está mais perto do São Paulo. Hoje.

Corinthians, São Paulo e Flamengo desejam Conca. O Flu tenta mantê-lo

Matéria de Paulo Vinícius Coelho no UOL (logo ele volta às telas pelo Fox Sports, sua nova casa) e fala sobre a situação de Darío Conca no Fluminense. O clube tenta mantê-lo, mas a Unimed pensa em negociá-lo. Custa caro manter o jogador. Uma batalha que tem muita gente envolvida.

Novo ministro do Esporte se diz ‘perseguido’ e prioriza ‘conflitos’ de futebol e vôlei

A nota é do site da ESPN e fala sobre o novo ministro do esporte, George Hilton (PRB-MG). Na verdade, expõe a nota oficial do deputado se defendendo do que chamou de perseguição contra ele e disse que priorizará a resolução de conflitos, especialmente no vôlei e futebol.