Coisas mais endeusadas que lemos hoje

Veja as principais indicações da Trivela nesta terça

Finalmente, Carli Lloyd

No Dibradoras, Maria Guimarães fala sobre o prêmio de melhor do mundo para Carli Lloyd, a capitã da seleção americana campeã do mundo. Ela foi importante em diversos momentos pelos Estados Unidos, mas em 2015 teve o seu ano de reconhecimento definitivo.

Da lanchonete ao Prêmio Puskás: dez momentos da vida de Wendell Lira

Fernando Vasconcelos, de Goiânia, conta no Globoesporte.com um pouco mais sobre a vida do ganhador do Prêmio Puskás e certamente a melhor história da Bola de Ouro de 2015.

Como Wendell Lira foi de faz-tudo na lanchonete da mãe a algoz de Messi

Já no UOL, Roberto Oliveira também falou um pouco da história de Wendell Lira e também contou em detalhes interessantes a vida deste atacante que se tornou mundialmente conhecido com o seu gol.

Messi, Einstein e o pensamento divergente

Guilherme Orts-Gil faz uma interessante e curiosa associação entre dois gênios, Messi e Einstein, no Conexão Fut. Ficou muito criativo.

Com promessa, Flu lucra mais do que Corinthians ganhará após debandada

Bernardo Gentile e Dassler Marques contam no UOL como o Fluminense conseguiu arrecadar mais com uma venda, da promessa Gerson, do que o Corinthians ao vender seus dois principais jogadores para o futebol chinês.

A volta de Lugano expõe problemas do futebol brasileiro

No Terror do Morumbi, no ESPN FC, Pedro Luis Cuenca fala sobre a tão esperada volta de Lugano. A volta do ídolo tem a ver com a questão emocional, mas tem a ver com o momento do São Paulo e do futebol brasileiro também.

Sarri: de funcionário de banco a líder do Campeonato Italiano

Demetrius Larocca Lima conta no Alambrado a história do técnico Maurizio Sarri, técnico do Napoli, e que lidera a Serie A neste momento.